segunda-feira, 1 de agosto de 2011

"Poema de são João da Cruz"




Poema de São João da Cruz
Quadras feitas sobre um êxtase de farta contemplação. 
Entrei-me aonde não soube
e quedei-me não sabendo,
toda ciência transcendendo.

Eu não sabia onde entrava,
porém, quando ali me vi,
sem saber aonde entrava,
grandes coisas entendi:
não direi o que senti,
que mo quedei não sabendo,
toda ciência transcendendo.

De paz e de piedade
era a ciência perfeita,
em profunda solidão,
entendida a via reta:
era coisa tão secreta,
a fala subvertendo,
toda ciência transcendendo.

Estava tão embebido,
tão absorto e tão alheado,
que se quedou meu sentido
de todo o sentir privado:
e o espírito dotado
de entender não entendendo,
toda ciência transcendendo.

Que ali chega verdadeiro
de si mesmo desfalece:
quanto sabia primeiro
muito baixo lhe parece:
sua ciência tanto cresce
que se queda não sabendo
toda ciência transcendendo.

Quanto mais alto se ascende,
tanto menos entendia
que negra nuvem se acende
que as trevas esclarecia:
por isso quem a sabia
queda sempre não sabendo
toda ciência transcendendo.

Este saber não sabendo
é de tão alto poder,
que os mais sábios revolvendo
jamais o podem vencer:
pois não chega o seu saber
a no' entender entendendo,
toda ciência transcendendo.

E é de tão alta excelência
este mais sumo saber
que faculdade ou ciência
não há para o compreender:
quem a si souber vencer
com um não saber sabendo,
irá sempre transcendendo.

E, se quiserdes ouvir,
consiste a suma ciência
em num subido sentir
da só divinal Essência:
obra é de sua clemência
o quedar não entendendo,
toda ciência transcendendo.


Para vir a saborear TUDO – não queiras ter gosto em nada;
Para vir a saber TUDO – não queiras saber algo em nada;
Para vir a possuir TUDO – não queiras possuir algo em nada;
Para vir a ser TUDO – não queira ser algo em nada;
Quando reparas em algo – deixas de lançar-te ao TUDO.

Ramalhete EspiritualBeijos meus que sua semana seja de 
luz, paz, amor, fé e esperança!
Rosane!

3 comentários:

  1. Lindo demais. Não conheço a obra de São João da Cruz. Meu marido sim.Parabéns por publicá-lo! Bjbjbj!!!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Rô .... Adorei :n

    Bjos grandes!

    Raïssa
    http://avelola.blogspot.com

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails