sábado, 30 de julho de 2011

"Desiderata"




Desiderata 


Siga tranqüilamente entre a inquietude e a pressa,  
lembrando-se de que há sempre paz no silêncio.  
Tanto quanto possível sem humilhar-se,  
mantenha-se em harmonia com todos que o cercam. 
Fale a sua verdade, clara e mansamente. 
Escute a verdade dos outros, pois eles também têm a sua própria história. 
Evite as pessoas agitadas e agressivas: elas afligem o nosso espírito.  
Não se compare aos demais, olhando as pessoas como superiores ou 
inferiores a você:  
isso o tornaria superficial e amargo. 
Viva intensamente os seus ideais e o que você já conseguiu realizar. 
Mantenha o interesse no seu trabalho,  
por mais humilde que seja, 
ele é um verdadeiro tesouro na continua mudança dos tempos. 
Seja prudente em tudo o que fizer, porque o mundo está cheio de 
armadilhas.  
Mas não fique cego para o bem que sempre existe. 
Em toda parte, a vida está cheia de heroísmo. 
Seja você mesmo. 
Sobretudo, não simule afeição e não transforme o amor numa brincadeira,  
pois, no meio de tanta aridez, ele é perene como a relva. 
Aceite, com carinho, o conselho dos mais velhos  
e seja compreensivo com os impulsos inovadores da juventude. 
Cultive a força do espírito e você estará preparado  
para enfrentar as surpresas da sorte adversa.  
Não se desespere com perigos imaginários:  
muitos temores têm sua origem no cansaço e na solidão. 
Ao lado de uma sadia disciplina conserve,  
para consigo mesmo, uma imensa bondade. 
Você é filho do universo, irmão das estrelas e árvores,  
você merece estar aqui e, mesmo se você não pode perceber,  
a terra e o universo vão cumprindo o seu destino. 
Procure, pois, estar em paz com Deus,  
seja qual for o nome que você lhe der.  
No meio do seu trabalho e nas aspirações, na fatigante jornada pela vida,  
conserve, no mais profundo do seu ser, a harmonia e a paz. 
Acima de toda mesquinhez, falsidade e desengano,  
o mundo ainda é bonito. 
Caminhe com cuidado, faça tudo para ser feliz  
e partilhe com os outros a sua felicidade".  


Antiga inscrição, datada de 1684, descoberta em uma igreja de Baltimor



Ramalhete EspiritualBeijos meus cheios
 de luz, paz, amor, fé e esperança!
Rosane!




4 comentários:

  1. Que texto maravilhoso Ro..super atual mesmo sendo de 1684...wow!!
    beijinhos e um otimo final-de-semana pra você, viu?
    *Ü*

    ResponderExcluir

  2. Eu sei exatamente o que senti na primeira vez que ouvi este poema.
    Foi em uma homilia. Depois da missa pedi pro padre emprestado e fiquei muitos anos lendo todo amanhecer.
    Depois eu troquei por outras oraçoes no decorrer da minha vida, mas toda vez que leio tenho arrepios porque tudo o que nele contem é verdade.
    com carinho Monica

    ResponderExcluir
  3. Maravilha! Já conhecia,mas sempre que releio sinto que realmente faço parte do universo e que de qualquer forma devo lutar para fazer a diferença e ser feliz.É uma maneira maravilhosa de orar.Obrigada amiga pelo post tão significativo.Bom fim de semana.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  4. Olá Rosane,passando para ver as novidades do blog,lindo texto,eu nunca tinha lido,muito bonito,vale a pena seguir tudo o que o texto diz.beijo e um Ótimo domingo para você.

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails