quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

"A oração é querer ser amigo de Deus"

Há muito tempo que sou devota de Santo Inácio.
Pois foi através dos EE(exercícios espirituais) que aprendei a orar.
Aprendi a me aproximar mais e melhor de meu maior amigo o Cristo Jesus.
No texto abaixo o Pe Élcio da CJ(Companhia de Jesus) define simples e claramente o que é orar.
Seguindo as regras de Inácio eu tento aqui no Blog, passar a minha maneira de levar a palavra de Deus, com minhas mensagens, textos, orações, estorinhas, que vou lendo e colecionando, para depois colocar em prática, sempre seguindo as suas orientações de ::..

"Em tudo amar e servir"!



Não Basta Dizer "Senhor, Senhor"
Vocações: Discernimento e Vida


Não basta me dizer: “Senhor, Senhor!” para entrar no Reino dos céus; é preciso fazer a vontade do meu Pai que está no céus. Muitos me dirão naquele dia “Senhor, Senhor! Não foi em teu nome que nós profetizamos? Em teu nome que expulsamos aso demônios? Em teu nome que fizemos numerosos milagres?” então eu lhes declararei: “Nunca vos conheci; afastai-vos de mim, vós que cometeis a iniquidade!” Assim, todo o que ouve estas minhas palavras e as põe em prática pode ser comparado a um homem sensato, que construiu a sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as torrentes, sopraram os ventos; precipitaram-se contra esta casa, e ela não desabou, pois seus fundamentos assentavam-se na rocha. E todo o que ouve as palavras que acabo de dizer e não as põe em prática pode ser comparado a um homem insensato, que construiu sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, vieram as torrentes, sopraram os ventos; vieram dar contra esta casa e ela desabou, e sua ruína foi total (Mateus 7,21-27).

Temos visto que a oração é a forma de ser amigo de Jesus. Com o passar do tempo a amizade fica mais íntima e o relacionamento na oração vai ficando mais expontâneo. Vi-mos também que para rezar, o mais importante é descobrir e saborear a presença do outro, que é Jesus.

A busca pela oração seria mais fácil se descobríssemos que Deus nos buscou antes, e es-tá querendo comunicar-se conosco. A nós, basta dizer sim a esse querer ser amigo de Deus.

Porém, a amizade verdadeira deve passar do simples “bate-papo” para uma entrega maior. Não são raras as pessoas que se queixam dos amigos que fogem na hora em que mais necessitam deles. São amigos na futilidade, mas não se entregam, não sentem os pro-blemas, não estão ao lado. A verdadeira amizade é aquela de todas as horas, e principal-mente, nas piores. Os verdadeiros amigos adiantam-se aos nossos problemas, ora dando conselhos, ora ajudando a solucionar-lhes.

Na oração, a relação de amizade superficial é aquela que faziam os incoerentes a quem Jesus disse que não adiantava ficar clamando “Senhor, Senhor” e não fazer o que diz o Pai (cf. Mt 7, 21). As pessoas que já são iniciadas na oração e já se sentem amigas de Jesus, devem pensar no salto qualificativo que a oração deve dar.

Mas quais seriam os momentos difíceis de Deus? Como poderia eu adiantar-me a eles e estar ao seu lado nessa hora?

Para responder a essa pergunta, vale de novo a comparação do amigo. O amigo só pode se adiantar aos problemas do outro porque o conhece, sabe de seus sonhos, de seus planos e de suas ações. Que tipo de amizade é a minha? Quem é amigo de Jesus e conversa com ele na oração, deve conhecê-lo intimamente (se ainda não, pedir isso como uma graça a alcançar). Deve saber quando ele se alegra e quando ele se entristece.

Comprometer-se com esse amigo que é Jesus é comprometer-se com sua missão. O maior projeto de Jesus era anunciar o Reino de Deus: reino de bem-aventuranças para os pobres e sofredores. Para irmos além da simples repetição do “Senhor, Senhor” devemos nos comprometer com as pessoas que são imagens de Cristo. É conhecido o texto de Ma-teus 25 (“o que fizestes a um desses pequeninos, a mim o fizeste”), ser solidário com os sofredores é estar amparando o próprio Cristo.

Podemos concluir afirmando com são João: “não podemos amar a Deus, a quem não vemos, se não amamos os irmãos, a quem vemos” (1Jo 4, 20) “e o amor consiste mais em obras que em palavras”(1Jo 3, 18). A comunhão com a causa dos outros, principalmente com os que mais precisam é a forma de se mostrar um verdadeiro amigo de Cristo, pois é reconhecê-lo onde ele está. Esse compromisso fortalece e torna verdadeira nossa oração, e a ausência faz dela um simples “bate-papo”.

Pe. Elcio José de Toledo, SJ


amdg_inacio.jpg

fonte aqui

Santo Inácio dedicava muito tempo à oração. Tudo centrava na Eucaristia, na sua preparação diária, nas longas acções de graças e na presença junto a Jesus Eucaristia. Mesmo fora deste tempo destinado à oração, procurava encontrar Deus em todas as coisas, nas conversas, ao tratar de negócios, a caminhar nas ruas, nas criaturas, em tudo. Procurava a união com Deus em todas as ocasiões, ser contemplativo na acção. Em tudo amar e servir.


Oração de Santo Inácio

Tomai Senhor, e recebei
Toda a minha liberdade, e a minha memória também
O meu entendimento, e toda minha vontade
Tudo que tenho e possuo,
Vós me destes com amor
Todos os dons que me destes
Com gratidão vos devolvo
Dispondo deles senhor
Segundo a vossa vontade
Dai-me somente o vosso amor vossa graça
Isso me basta, nada mais quero pedir.


Tenha um bom dia!
Rosane!
Ore...orar faz bem e resolve!


3 comentários:

  1. Santo Inacio! Que bom rezar com ele.
    Com carinho Monica

    ResponderExcluir
  2. O Espírito Santo Verdadeiro concede gratuitamente, a ultima revelação para o nosso tempo. O LIVRO DO ESPÍRITO SANTO VERDADEIRO. ( http://livrodoespiritosanto.webnode.com.br/ ) Nessa revelação, Deus Pai Verdadeiro, afirma: Se um ser humano, um anjo, ou um Deus, causa dor, sofrimento e morte, esse ser é um Diabo. Se por outro lado, se o ser humano, um anjo, ou um Deus, dá sua vida para não causar a dor, sofrimento e morte, então, esse ser é o libertador e salvador da humanidade, Senhor dos céus e da terra. Agora, veja na vida e nas escrituras sagradas quem é quem. E faça conforme aquele que é o bem e abandone aquele que é o mal. E você se salvará. Porque esse é o tempo do dilúvio de fogo e a ultima páscoa humana o sucede. Escolha o lado que vai ficar.

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto, linda oração. GOSTO DE falar com Ele mas usos palavras minhas,do meu jeito e até agora, ainda bem, tem dado certinho.beijos, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails