quinta-feira, 11 de setembro de 2008

" A Montanha "



Reflexão da Palavra Deus - Êxodo 3, 1-12
A montanha
" Nosso interior se purifica e se restaura com silêncio dos cumes "(Unamuno)
Subir uma montanha exige força de vontade e esquecer-se da comodidade, droga atual que tanto debilita a colaboração, a solidariesdade, a compreensão e entrega. Subir à Montanha é ir descobrindo, pouco a pouco, "como Deus encheu este mundo de coisas belas e maravilhosas para que delas possamos desfrutar" (Baden Powel)
A Montanha fala sempre de realidade, de frutos, de essencias, de bem-estar, de brindar alegria para fazer felizes àqueles que a visitam. Por isso, na Montanha, nunca se conjugam os verbos: escravizar, desprezar, irritar, esafar, odiar, tiranizar, encadear, encarnecer, impôr, fazer calar, humilhar, não aceitar nem compartilhar...
A Montanha é ogrande paraíso. Nela se encontra uma gama variadísssima de aves, répteis, vegetais, mineirais e águas que estão, noite e dia, interpretando as melhores sinfonias da Criação.
Ma na escuta de tais sinfonias há compassos de silêncio que despertam a reflexão, o louvor, a oração...
Na Montanha e pela Montanha desperta-se o mundo de fantasias, imaginação, poesia, criatividade, simbolização e transcêndencia, que nos conduzirá à comunicação pessoal e ao diálogo com o Senhor.
Nos caminhos das Montanhas sentimo-nos livre de horários fixos, modas, propagandas, violências delinquências, uncompreensões e intolerâncias, e aprendemos o serviço e a entrga incondicional aos outros.
Todos os grandes personagens bíblicos fizeram a experiência de Montanha. Jesus Cristo, homem do "Vales" (luta, compromisso, serviço...) reservou momentos de Montanha(comunhão com o Pai). Ali Ele buscava sentido e força para sua missão.
Nossa vida precisa alternar momentos de Montanha(plenitude, silêncio, interioridade...); isso possibilita uma prática eficaz, um compromisso duradouro, uma presença transformadora no vale.
Subir a Montanha é perceber se estamos caminhando na direção certa, tomar distância do ritmo diário, descobir novos horizonte...
A Montanha nos faz perceber, a partir do alto, certos aspectos do vale que passam desapercebidos.
A montanha é o lugar do encontro íntimo com o Senhor e de encontro com o melhor de nós mesmos, ou, a nossa identidade. No silêncio da Montanhs podemos perceber quem somos nós, indo alémde nossa aparência e captando quilo que é essencial em nós, que é mais rico...
Os momentos de Montanha são momentos de "Tranfiguração", revelação denosso ser essencial, apontando para uma direção, um sentido da vida, plenificando o nosso agir no vale, iluminando e dando sentido a tudo que fazemos.
A vida é saber integrar a vida no valee momentos na Montanha, sem radicalizar um dos pólos.
Se permanecemos só no vale corremos o risco de nos desfigurarmos(ativismo, rotina, angústias, trabalho sem sentido; mundo fechado, sem horizontes, sem direção...) Se permanecemos só na Montanha há perigo de fuga, alienação, falta de compromisso, medo da luta, dos desafios...
O vale é o lugar da luta, do rabalho, da construção...ma iluminado pela experiência da Montanha. Todo gesto no vale tem plenitude, tem ressonância, a partir da Montanha.
A Montanha também nos revela que Deus está"trabalhando" no vale. A Montanha nos devolve ao vale com outra visão, com outro dinamismo...

Com a minha permanência na montanha eu...
Aprendi...


Que a melhor sala de aula do mundo está aos pés de uma pessoa mais velha;
Que quando você está amando dá na vista;
Que ter uma criança adormecida em seus braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo.

Eu aprendi que ser gentil é mais importante do que estar certo;
Que eu sempre posso rezar por alguém quando não posso ajudá-lo de alguma outra forma.
Eu aprendi que não importa quanta seriedade a vida exija de você. Que cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir junto.

Eu aprendi que o dinheiro não compra "classe".
Eu aprendi que são os pequenos acontecimentos diáriosque tornam a vida espetacular.
Eu aprendi que debaixo da "casca grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada e amada, e não sabe se manifestar.


Eu aprendi que se Deus não fez tudo num só dia, o que me faz pensar que eu possa?
Que ignorar os fatos não os altera.
Que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas está permitindo que essa pessoa continue a magoar você.

Eu aprendi que é o AMOR, e não o TEMPO, que cura todas as feridas.
Que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que eu.
Que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso.
Que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa.

Eu aprendi que a vida é dura, mas eu sou mais ainda.
Eu aprendi que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.
Eu aprendi que eu gostaria de ter dito à minha mãe que a amava, uma vez mais, antes dela morrer.
Eu aprendi que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência.
Eu aprendi que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito.

Eu aprendi que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade, crescimento ocorre quando você está escalando-a.
Eu aprendi que só se deve dar conselho em duas ocasiões: quando é pedido ou quando é caso de vida ou morte.
Eu aprendi que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.


Senhor dai-me ânimo e generosidade para ir ao seu encontro.

Um comentário:

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails