sexta-feira, 13 de julho de 2012

Primeiro ama...


Primeiro, ama: porque a vida sem amor não vale nada, escreve José Miguel. 

A justiça, sem amor, faz-te duro 
A inteligência, sem amor, faz-te cruel. 
A amabilidade, sem amor, faz-te hipócrita. 
A fé, sem amor, faz-te fanático. 
O dever, sem amor, faz-te mal-humorado. 
A cultura, sem amor, faz-te distante. 
A ordem, sem amor, faz-te complicado. 
A agudeza, sem amor, faz-te agressivo 
O apostolado, sem amor, faz-te estranho.
A amizade, sem amor, faz-te interessado.
O possuir, sem amor, faz-te avarento.
A responsabilidade, sem amor, faz-te implacável.
A ambição, sem amor, faz-te injusto.

Por último, ama, porque, como dizia São João da Cruz, «ao entardecer da vida, julgar-nos-á pelo amor».

José Miguel, em José Mª Alibau, Palabras para el Silencio



fonte Abrigo dos Sábios






O mistério está todo na infância


E, por fim, Deus regressa

carregado de intimidade e de imprevisto

já olhado de cima pelos séculos
humilde medida de um oral silêncio

que pensamos destinado a perder


Eis que Deus sobe a escada íngreme

mil vezes por nós repetida
e se detém à espera sem nenhuma impaciência
com a brandura de um cordeiro doente

Qual de nós dois é a sombra do outro?
Mesmo se piedade alguma conservar os mapas
desceremos quase a seguir
desmedidos e vazios
como o tronco de uma árvore

O mistério está todo na infância:
é preciso que o homem siga
o que há de mais luminoso
à maneira da criança futura

José Tolentino Mendonça


fonte Abrigo dos sábios




Beijos meus cheios de luz, paz, amor, fé e esperança!  






2 comentários:

  1. Rô, minha doce amiga, que beleza "Primeiro, ama: porque a vida sem amor não vale nada"!
    Lindo! O amor é que rege tudo, sem ele a vida seria vazia e estéril.
    Tenhas um final de semana doce e abençoado.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  2. olá, maravilha o seu Blog, muito bom. Parabéns!
    Visite o meu também, não está tão bonito quanto o seu mas procuro sempre colocar novidades.

    http://missaoeducafisica.blogspot.com.br/
    obrigada!

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails