sábado, 26 de maio de 2012

Pentecostes

Pentecostes
imagem aqui

Pentecostes - Celebração do fogo do amor

“Pentecostes é a celebração do fogo do amor que pervaga os corações dos fiéis elevando a nível “teológico” sua bondade natural ou sua filantropia”. Gianfranco Ravasi

O homem, por sua própria natureza é bom. Tornou-se capaz do mal quando foi contaminado pelo demônio com o vírus do pecado. Assim como o homem só é livre para a verdade: somos livremente obrigados à verdade (a dizer que dois e dois são quatro) somos também livres apenas para o bem. O homem só pratica o mal quando perde sua liberdade interior.

O Espírito Santo, simbolizado no vento forte e no fogo, limpa e purifica o coração humano. Anestesia o vírus do egoísmo e torna a pessoa capaz da prática do bem com uma força bem maior e diferente na sua qualidade: o amor do céu. 

O batizado, cheio do Espírito Santo passa a sentir uma necessidade de fazer o bem, de ajudar, de promover o fraco, o doente, o pobre, o esquecido, o solitário e todo aquele que experimenta alguma forma de sofrimento. O Espírito Santo infunde na pessoa uma necessidade da prática do bem como a necessidade de respirar. O ser humano torna-se apaixonado pela prática do bem. Sua alegria é levar alegria aos outros. Sua felicidade é conseguir fazer os outros felizes (Festa de Babete – filme de Just Betzer, de Isak Dinesen).

Uma pessoa sem o Espírito Santo é como um filme sem cor e sem som, sem legendas. Difícil de ser entendido naquilo que ele quer ser, significar e transmitir. A presença do Divino Espírito Santo leva a criatura humana à plenitude da realização de toda sua potencialidade enquanto imagem e semelhança de Deus. Mesmo em suas limitações físicas (doença, finanças, incompreensões) a pessoa sente uma alegria íntima de viver, de existir, de ser para os outros, de poder transformar, para melhor, o mundo humano ao seu redor.

Dom João Bosco (Bispo de Patos de Minas)


Orai muito ao Espírito Santo


Toda alma batizada possui o Espírito Santo nela como um Hóspede, Amigo, Conselheiro e Consolador. 

Ele conhece o Plano de nossa vida a medida segundo a qual nós devemos ser transformados no Cristo Jesus. 

Ele trabalha sem cessar, nessa transformação. Como deveríamos amá-Lo. Deveríamos dizer-lhe: 

Ó Espírito Santo, amor do Pai e do Filho, inspirai-me sempre aquilo que devo pensar, aquilo que devo dizer, como eu devo dize-lo, aquilo que devo calar, aquilo que devo escrever, como eu devo agir, aquilo que eu devo fazer, para procurar a vossa glória, o bem das almas e minha própria santificação. 

Ó Jesus, toda a minha confiança está em Vós. 

Ó Maria, templo do Espírito Santo, ensinai-nos a sermos fiéis Àquele que habita em nosso coração.


fonte 







Beijos meus cheios de
 luz, paz, fé, amor e esperança!





2 comentários:

  1. Esse bispo é um ungido para falar com tanta propriedade do Espírito Santo e podes ter certeza que hoje na missa em especial, estarei orando por vc, amiga querida! Lembrar-me-ei também nas rezas diárias do terço. Fique tranquila, na paz do Senhor! Cofie e entregue esse pacote nas mão dele. Um abração!

    ResponderExcluir
  2. Esse bispo é um ungido para falar com tanta propriedade do Espírito Santo e podes ter certeza que hoje na missa em especial, estarei orando por vc, amiga querida! Lembrar-me-ei também nas rezas diárias do terço. Fique tranquila, na paz do Senhor! Cofie e entregue esse pacote nas mão dele. Um abração!

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails