terça-feira, 24 de abril de 2012

Miríades do Eterno...


Miríades do 

Miríades do Eterno...

Se pudesse traduzir em palavras
Tudo aquilo que acontece no profundo do coração
Arderia em chamas do amor eterno
E vislumbraria um dia sem fim...

Contemplaria as míriades do eterno
Dançando diante dos olhos
Perfumes e mais perfumes se misturando
Em sinfonia divina
Onde as formas se dilatam
E se contraem
Se mostram e se escondem
Em uma brincadeira eterna de gratidão...

Se pudesse traduzir em sentimentos
Tudo aquilo que perpassa na alma
Poderia acolher num olhar toda criação
E num único raio de luz
Iluminar os confins de escuridão.
Os amores e alegrias transbordariam eternamente
E as lágrimas seriam igualmente acolhidas
E vividas sem nenhum pesar...

Se pudesse enfim abandonar todo som, toda palavra
E finalmente traduzir o silêncio supremo
Seria nada mais que o infinito
Absorto na experiência de uma pequena brisa
Que se deixa levar pelo vento
Amor e silêncio
Acolhendo a Si mesmo
Eternamente..

fonte aqui


Beijos meus cheios de, luz, paz, amor, fé e esperança no Cristo ressuscitado! 

Um comentário:

  1. Rô, o passarinho balançando as perninhas está demais. O poema é de uma singeleza total e fui lá na fonte de onde veio. Parabéns, você vive enfeitando seus blogues e colocando neles coisinhas que me encantam! É você que procura e coloca? Parabéns! Grande abraço! Fique com Deus e na Paz!

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails