sexta-feira, 22 de abril de 2011

Dando continuidade a uma "Feliz e Santa Páscoa"!




Não poderia deixar de registrar aqui uma linda e emocionante poesia em forma de cântico, que no dia de hoje Sexta-feira Santa, quando se celebra a Paixão  e morte do Senhor, data em que nós cristãos católicos de todo o mundo,  lembramos  o julgamento, paixão, crucificação, morte e sepultura de Jesus Cristo.
Na  Igreja Divino Salvador, templo em que eu e meu marido fomos participar dessa celebração, dando continuidade ao tríduo Pascal, ao invés de ser lida a primeira leitura  “Is:52,13-15; Is:53,1-12fomos agraciados com a poesia/canto (que colocarei abaixo) de autoria da Irmã Agostinha Vieira de Mello Beneditina que é uma das fundadoras do CEBI (Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos - http://www.cebi.org.br).
Irmã Agostinha  mora e trabalha  em comunidades no Nordeste junto a população mais carente e de maior necessidade. Sua experiência de fé adotou a linguagem e melodia do local e fez dela uma "poetisa bíblica-nordestina" que expressa uma "estética-poética-cristã" inculturada na vida do povo.
Sei bem que algumas pessoas não gostam de ler textos muito longos, mas esse com certeza vale a pena ler e refletir. 

Cântico do Servo Sofredor em forma de poesia popular


"O Futuro da Semente Esmagada"



 Vou contar uma história.
    É do Servo Sofredor.
    Está na Bíblia, está na vida.
    É de quem sabe o que é dor.

 O profeta Isaías
   Foi quem primeiro contou.
   Mas o pobre deste mundo
   Vida afora completou.

 A cantiga do profeta
    Nos aponta e nos conduz.
    Esse Servo de quem fala
    É nosso Senhor Jesus.

 Quem já viu o que é seca
    Já viu roçado  queimado,
    Pois o Servo era um toco
    Pelo sol esturricado.
Não havia formosura
    No seu rosto maltratado,
    Tinha a cara tão sofrida
    De quem foi bem torturado.

Dava até nojo de olhar.
    Era um lixo bem pisado,
    Era Homem das Dores,
    Na dor experimentado.

 Acredite, meu amigo,
    Esse Servo humilhado
    Assumiu nossas fraquezas,
    Carregou fardo pesado.
     
 Ferido de Humilhação,
    Era desconsiderado.
    Zombavam: "Isso é castigo
    Foi por Deus abandonado"
 O peso de dor tão grande
    Era um facão bem fincado.
    Por nossos pecados todos
    Ele estava transpassado.

Mas, irmão, escute agora
O que vais ser relatado.
    O sofrer desse oprimido
    Cura o homem esmagado.

Antes dele a gente era
    Um rebanho desgarrado.
    Cada qual andava tonto
    Sem rumo, desgovernado.

A ingratidão dos homens
    O montão do que é errado,
    Pois tomou tudo para ele
    Como se fosse culpado.  
Comparado com o gado,
     Pra matança foi levado,
     A bezerro parecia,
     Quando o couro é esfolado.
Apelaram pra calúnia,
    O seu caso foi falado
    Por um falso julgamento
    À morte foi condenado.
Ninguém levantou a voz
    Em defesa do acusado.
    Deu a vida por seu povo,
    Foi assim assassinado.
Teve enterro de bandido,
     Malfeitor considerado
     Ele que só fez o bem,
     Verdadeiro injustiçado.

Esse Sofredor bendito
    Na paixão foi bem provado.
    O amor que tinha ao povo,
    Foi o seu santo recado.

Esse recado tão forte
    Pelo profeta contado
    É hoje na nossa vida
    Um fato consumado.

Outro nome desse Servo
    É Cordeiro Imaculado.
    Veio nos trazer a vida,
    Quer seu povo libertado.

Agora, irmão, procura
    Enxengar modificado
    Quem conta pouco na vida
    Em primeiro é colocado.

Dessa conta diferente
     Foi Jesus encarregado
     Ele revirou a lista:
     Pequeno vale um bocado.

E o povo tão sofrido
    No Evangelho é confirmado.
    Os pequeninos do Reino
    Povo de Deus é chamado.

A comparação tão linda
    Do banquete preparado
    É dos coxos, é dos cegos,
    De quem sofre é o ajantarado.

Quando os fracos se ajuntam
    Um clamor é proclamado:
    "O sangue desse Cordeiro
    Não foi em vão derramado"

Toda espécie de miséria
    De que o povo é carregado
    Terra nova anuncia
    UM POVO RESSUSCITADO!


Beijos meus a todos(as) que por aqui passarem
Rosane!

2 comentários:

  1. Rosane, que bonito os versos dedicado ao servo sofredor, do profeta Isaías, tão lido na Quaresma. Mais uma vez, reitero os meus mais auspiciosos votos de uma SANTA E FELIZ PÁSCOA, a vc seu esposo e todos os seus filhos. Que a Luz de Cristo continue brilhando em todos. Meu intenso abraço!!!

    ResponderExcluir
  2. Rô,

    Desejo-lhe uma Feliz Páscoa.

    Beijos.

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails