quarta-feira, 18 de agosto de 2010

"Por que uma pomba para representar o Espírito de Desus"

Esta pombinha da Paz viaja de blog em blog, leve-a para o seu!
Sempre  fiz a pergunta::.. - " Por que uma pomba pra representar o Espírito de Deus? " -

E lendo o texto abaixo, me foi esclarecida com a precisão a resposta para o meu questionamento.
a resposta me veio do Site Adventista, religião que eu admiro e respeito assim como todas.
Como católica que sou respeitar outras religiões sempre fez parte da minha vida. e quando leio  matérias como esta gosto compartilhar com quem assim como eu pratica e vive sua fé.
O site Outra Leitura é grandioso e encantador e muito me ajuda nos meus estudos bíblicos, e agradeço aos que fazem desse Site tanto bem a tantos assim como eu.


Por que uma pomba?

Essa pergunta pode surgir na mente do leitor do texto bíblico ao se deparar com o relato do batismo de Jesus, como descrito nos quatro evangelhos (Mateus 3, Marcos 1, Lucas 3 e João 1). Para que uma leitura das Escrituras Sagradas seja considerada honesta, devemos deixar nossos conceitos e explicações modernos e buscar o significado original de um símbolo e de palavras que seus autores utilizaram. Sendo assim, o breve artigo abaixo é uma tentativa de cumprir tal requisito.
Exegetas do Novo Testamento admitem que a origem para o simbolismo de uma pomba na narrativa evangélica do batismo de Jesus provavelmente seja o texto de Gênesis 1:2. Ao descrever a atividade do Espírito de Deus no momento da criação do mundo, o autor de Gênesis utilizou o verbo hebraico rahap (pairar, voejar). Esse é um verbo raro nas páginas do Antigo Testamento. Além do texto de Gênesis, rahap também foi utilizado em Deuteronômio 32:11, onde o autor bíblico ilustra o cuidado de Deus com Seu povo no deserto como o de uma águia que paira (rahap) sobre seu ninho, dando assim a ideia de proteção.
Em todos os textos disponíveis em ugarítico, língua semítica ocidental com muitas semelhanças com o hebraico bíblico, rahap sempre está relacionado com pássaros, mais especificamente águias. A importância disso é que tal verbo descreve a atitude de um ser vivo e não uma força ou energia![1] Negar a personalidade do Espírito Santo, como querem alguns, é o mesmo que ignorar a evidência linguística que esse texto nos oferece.
Indo mais além e observando rahap em outras línguas antigas, podemos apreciar melhor a beleza dessa passagem bíblica. Em siríaco, por exemplo, rahep significa "geração". Já no árabe antigo a ideia é de estar suspenso e abrir de asas, transmitindo assim um sentido de proteção e cuidado de um pássaro por seu ninho.[2] Curiosamente, há uma passagem no talmude babilônico (B. Hagigah 15a) que afirma: "O Espírito de Deus estava chocando sobre a face das águas como uma pomba choca seus filhotes, embora não os toque." De fato, há muito sentido em afirmarmos que a imagem de uma pomba no batismo de Jesus teve sua raiz no evento da Criação.
Sendo assim, as testemunhas do evento do batismo de Cristo que estavam familiarizadas com o relato de Gênesis 1:2 e com a literatura judaica da época entenderam que o Messias estava iniciando uma nova criação. Em outras palavras, quando Jesus foi batizado, uma nova era teve início e Deus, por meio do Espírito Santo, começou um processo de restauração espiritual do seu grande trabalho na Criação.[3]
Greg Beale, professor de teologia e exegese do Novo Testamento, no Wheaton College, em Illinois, nos Estados Unidos, também sugeriu um background de diversos eventos do Antigo Testamento para uma melhor compreensão do símbolo no batismo de Jesus. Veja o que ele disse em resposta ao email que enviei a ele:
"Quando analisamos a autoria e o propósito de Deus de toda a Bíblia e sua sagrada historia, (o Espírito) de Deus ‘pairando' sobre o caos da criação é a metáfora de um pássaro, que anteciparia o domínio do projeto criador de Deus. Mais tarde, seria uma pomba que proclamaria a nova criação depois do dilúvio, na história de Noé, e mais a frente anteciparia o cuidado de Deus sobre Israel depois de ‘criá-los' tirando-os do Egito (Deuteronômio 32:11). Creio que o Espírito descendo como uma pomba sobre Jesus em Seu batismo relembra o próprio êxodo de Israel pelo Mar Vermelho (e também a segunda geração dos israelitas passando pelo rio Jordão, no período da conquista da terra prometida). Verdadeiramente, Jesus está começando a inaugurar o novo, segundo êxodo e a nova criação. Portanto é conveniente que o Espírito como a pomba apareça para indicar isso."
Digno de nota é o breve artigo do teólogo adventista e diretor do Biblical Research Institute da sede mundial da Igreja Adventista, Ángel Manuel Rodrigues, sobre o mesmo assunto. Para ele, a imagem da pomba também deve ser vista como símbolo de amor e libertação. No caso do amor, podemos notar esse simbolismo no livro de Cantares (2:14; 4:1; 5:2) e no texto do Evangelho de Mateus 10:16. Quanto à idéia de libertação, Rodrigues cita os seguintes textos: Salmo 55:6; Isaías 60:8; Oseias 11:11 e Gênesis 8:10-12. No caso deste último, a pomba foi um sinal de paz, anunciando que a tempestade havia acabado.[4] 
Tão importante quanto as informações acima é exatamente o que elas significam para o cristão no século 21. Muitas pessoas em nossas igrejas estão experimentando a destruição provocada pelo pecado, quer de forma secreta ou deliberada. Para elas, a única solução é a presença do Espírito de Deus, o Ser que esteve na Criação do mundo, no batismo do Messias, e pode estar com todos os que buscam o amor e a libertação que só podem ser alcançados por meio de relacionamento com a maravilhosa pessoa de Jesus Cristo.
Luiz Gustavo Assis
1. O artigo "Why a Dove?" foi publicado originalmente na Adventist Review, em setembro de 1999. Está disponível no site do Biblical Research Institute da Associação Geral: http://biblicalresearch.gc.adventist.org/Biblequestions/whyadove.htm
fonte aqui



Beijos de um lindo e maravilhoso dia!
Que o Espirito de Deus esteja sempre me sua estrada de vida te cumulando de dons, amor fé e esperança!
Rosane!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails