terça-feira, 13 de outubro de 2009

O fogo e a luz símbolos da vida...



Por pe. Ximenes Coutinho

Muita gente faz promessa de acender velas...

O QUE SIGNIFICA ISSO?

O fogo e a luz são símbolos da vida, significam vida.

Quando vemos a fumaça da chaminé ou a janela iluminada, já concluimos que naquela casa existe vida. Porque há fogo e luz.

Jesus disse sim: "Quando acendemos uma vela, colocamo-la, não debaixo da mesa, mas sobre o castiçal, para que ela ilumine a todos que estão em casa. Assim também deve brilhar vossa luz diante dos homens, para que eles vejam vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus" (Mt 5,14).

Jesus falava exatamente da luz da fé. Comparou a fé com uma vela acesa. Aquele que vive sua fé, brilha como a luz. Aquele que evita o mal e procura praticar o bem por amor de Deus, esse ilumina os outros. Quem não se esforça por evitar o mal, vive na escuridão e espalha escuridão.

fonte aqui

Por que Acender Velas?

O costume de acender velas tem origem nas prescrições do Antigo Testamento: «O Senhor disse a Moisés: 'Ordena aos israelitas que te tragam óleo puro de olivas esmagadas para manter, continuamente acesas as lâmpadas do candelabro. Disporás as lâmpadas no candelabro de ouro puro para que queimem continuamente diante do Senhor'». Lev 24, 1-4.

A vela acesa, enquanto rezamos, tem um significado muito especial. A idéia básica da Luz como oposição às trevas está nas suas raízes: Por exemplo, o profeta Simeão falou da vinda de Cristo como «Luz para revelação dos gentios». Simeão refletia consigo mesmo a profecia do profeta Isaías sobre a vinda do Messias: «O povo que andava nas trevas viu uma Grande Luz; sobre aqueles que habitavam uma região tenebrosa resplandeceu uma Luz». Is 9,1

Esta profecia cumpriu-se no Novo Testamento, quando a Virgem Maria apresentou seu filho Jesus no templo de Jerusalém. (Lc. 2, 22-32:). Este acontecimento comemora-se com a Festa da Apresentação do Senhor no templo, no dia 15 de fevereiro, ou, pelo antigo calendário, no dia 02 deste mesmo mês. Após a Liturgia nesta festa, faz-se benção das velas que são usadas nas orações particulares durante todo ano. Na festa de Apresentação do Senhor no templo, os paroquianos, antes de começar o jejum da Quaresma, acendem as velas abençoadas e, visitando seus vizinhos, pedindo-lhes perdão pelas ofensas feitas durante o ano.

Também Jesus identificou-se a si mesmo com estas palavras: «Eu Sou a LUZ do mundo, aquele que me segue não andará nas trevas, mas terá a Luz da Vida». Jo 8,12

Um dos mais antigos hinos da Igreja, que cantamos nas Vetchirnhas (Vésperas), inicia-se fazendo referência Cristo: «Ó Luz Serena da Glória de Pai Celestial Imortal».

Acender velas nas igrejas é, portanto, uma tradição muito antiga. Claramente, a prática individual de acender a vela quando entramos na igreja, é um meio poderoso de unir a nossa oração individual com a oração da Igreja e com Cristo, a Luz do mundo. Mas atenção: as velas não devem substituir nossas orações nem devemos esperar efeitos mágicos de seu uso. Mas, como expressão de nossa presença diante do Altíssimo, a suplicar a luz que ilumina as trevas de nossos pecados fazendo-nos deles tomar consciência para uma contínua conversão a que somos todos chamados.

Durante a perseguição do comunismo na Ucrânia, introduziu-se, pouco a pouco, o costume de pedir às pessoas que iam à igreja, que acendessem velas por si, impedidos por alguma razão de fazê-lo, de modo a significar sua presença espiritual na igreja.

A Vela no Batismo

Para os cristãos ortodoxos, a vela usada no Batismo tem um significado muito especial. Como disse o Patriarca Sofrônio:

«Hoje saímos das trevas e fomos iluminados pela Luz do conhecimento de Deus. No Batismo nós pedimos a Jesus Cristo, que nos envie o Espírito Santo, conforme sua promessa, para iluminar os olhos de nossas almas, a fim de podermos ver Cristo 'a Verdadeira Luz que ilumina todo o homem que vem a este mundo'». Jo 1,9

A vela do Batismo deve ser mantida pelos pais e apresentada à criança quando alcançada a idade do entendimento. Neste momento, os pais deverão explicar que, pelo Batismo, a criança recebeu a Luz, que é Cristo: «Eu Sou a Luz do mundo» (Jo 1,5) e pela Crisma o «Dom do Espírito Santo». Esta Luz ilumina nossos passos para ver por onde devemos trilhar no decurso de nossa existência. Mostra-nos que somos os filhos de Deus, amados, cuidados e redimidos por Ele. Faz-nos pensar que Ele caminha conosco Ele, o verdadeiro caminho, o único meio que nos une (religa-nos) ao Pai e dá-nos a Vida eterna no paraíso. Jo 14,1-6, 16-17, 26-28.

Jesus é a real e única Luz para os cristãos, revelando-nos a nossa identidade e o nosso destino.

Nos primeiros tempos da Igreja a vela batismal era sempre mantida pelo batizado. Acendia-se todos os anos no aniversário de Batismo e nos dias dos Santos Maiores. Na Festa da Epifania era trazida para a Igreja e usada para a Renovação das Promessas do Batismo, quando se reafirmava a renúncia ao demônio e a nossa fé em Deus, Pai, Filho e Espírito Santo. (Epifania era o dia em que se realizava um grande número de batismos nos primeiros tempos da Igreja, como também na Festa da Ressurreição). De igual modo, era acesa, esta mesma vela, durante a cerimônia de casamento ou ordem, simbolizando a presença da Santíssima Trindade: a cera simboliza o Pai; o pavio, Jesus Cristo e o fogo simboliza o Espírito Santo. Finalmente no momento da morte, para expressar nossa fé na nova Vida: "Aquele que me segue não andará nas trevas, mas terá a LUZ da vida", (Jo 8,12) para iluminar as trevas da morte na espera da Luz do Cristo Transfigurado, a iluminar-nos com a Luz da Vida Eterna.

Os pais cristãos ortodoxos devem reviver esta tradição de preservar a vela batismal de cada criança e acendê-la constantemente na festa de Epifania para relembrar sua filiação divina, motivando assim os pequenos a fazer o mesmo nos momentos mais importantes de suas vidas, como nos aniversários de Batismo, ao receber os demais sacramentos ou numa festa especial, vivendo sempre sob a Luz de Cristo.

Todas as famílias ortodoxas, na festa de Epifania ou Domingo após, ou ainda na festa da Ressurreição do Senhor, deveriam reviver esta tradição, renovando os votos do Batismo que nos revigora na Verdadeira Vida que é Cristo.

Fonte:


PROMESSAS DE ACENDER VELAS

Promessa é penitência. Se você faz uma penitência e acende velas como testemunho de sua fé, você está certo.

Ao contrário, se uma pessoa não tem religião, não vive sua fé, não liga para as coisas de Deus, mas faz promessa de acender velas, essa pessoa está fazendo uma coisa inútil, porque neste caso, as velas acesas estão exprimindo uma coisa que não existe.

Conclusão: a vela que se acende por motivo religioso só tem valor se a pessoa que acende tem fé, faz algum esforço para viver sua religião, faz penitência, procura a amizade com o próximo e com Deus.

Há certas pessoas que não vivem sua religião, não vivem sua fé e só se lembram de Deus quando estão em dificuldade. Essas pessoas também fazem promessas de acender velas. Neste caso, quem faz a "penitência" é a vela que está se queimando... Essas tais pessoas não fazem nada mais do que riscar um fósforo, o que não é lá grande trabalho.

A vela acesa é símbolo de nossa fé, de nossa vida em Deus e da presença de Deus em nós.

fonte aqui


Não deixe sua casa sem ter sempre uma vela acesa, mas tome certos cuidados, para não prejudicar sua vida colocando fogo em sua casa.

Não acenda nunca uma vela sem proteção de um copo próprio para velas. Nunca deixe sobre corrente de vento e principalmente em cima de aparadores de madeira sem a devida proteção.

Beijos na luz sob a Luz de Cristo!

Rosane!

10 comentários:

  1. Oie, adorei as fotinhos da familia...fofo demais..

    no meu blog na parte mimos, tem um meme pra responder, indiquei vc, entra lá... bjs

    ResponderExcluir
  2. Rô,

    Informações que eu desconhecia sobre a vela.

    Rô abração. Tem uma ótima quarta-feira e que Deus abençoe você e sua família.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Ô Dona Rô!! Manda Hevi de volta pra cá?? kk

    Beijooooooooooooooooooooos!!!

    ResponderExcluir
  4. Rô,

    A Coletiva “Professores do Brasil” ainda é amanhã, mas desde já quero agradecer-lhe pela sua participação. Você está contribuindo para a valorização dos professores.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Sempre acendo e sou muito grata a Sta. Rita por uma graça alcançada, sempre são de 7 dias! Adorei o post! Bjinhos da Madrasta!

    ResponderExcluir
  6. Rô,
    Tem selinho no Ideias para vc...
    passa lá!!!

    bjão

    ResponderExcluir
  7. Tia vc não pede, você manda!!!!

    Que tipo de banner quer? Que tamanho? É pra colocar aonde?

    Foi muito bom ter a dona Hevy aqui! Estamos com saudades de você e do Sr Arsênio! E aguardamos uma visita quando quiserem viu?

    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  8. Simsim.. Vc clica em configurações, depois em permissões.

    Aí vc clica em Adicionar Autores e põe meu e-mail falecomjuliana@yahoo.com.br

    Depois que mandar eu explico o resto! kkkk

    ResponderExcluir
  9. Agora vc vai lá no mesmo lugar e clica em CONCEDER PRIVILÉGIOS DE ADMINISTRADOR :-)

    Aí o resto eu preparo tá?

    Tia vou dar uma saída! Daqui a pouco volto!

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails