quinta-feira, 27 de agosto de 2009

O Errado é Certo!!!




Todo Homem é Bom
rodrigo Grecco

Sim, todo o homem é bom
Todo o humano é bom
Toda face, olhar e matiz

Sim, todo homem é bom
Sendo ele o que for
Forte, fraco, tristonho ou feliz

Todos os pobres, os livres, os nobres
Os feios, os belos, os ricos também
Todos os desesperados, os esperançosos
Os néscios, os sábios ou não

Todos por certo são bons
Como é bom nosso Pai
Que criou cada jeito de ser

Todo o semblante é bom
Todo instante é bom
Quando há vida e quando há viver

Todo o âmago é bom
Toda essência tem dom
De amar, ser reflexo de Deus

Mesmo que o mal ronde perto
E nos faça um deserto
Esse bem ficará
E uma gota do céu cairá

Sim, todo o homem é bom
Todo o humano é bom
Se ele sabe entregar-se num sim

Todo o sonho é bom
E o futuro é bom
Se a esperança caminha aqui

Todo o justo, o crente, o descrente
O que sabe ser gente
O que sente a canção

Todo o que é jovem, o que é velho
O que foge do espelho
E o que olha nos olhos também

Todo o doente é bom
E também todo o são
O que pede, o que dá e o que não

Todo o indigente é bom
E também quem tem dom
Quem tem tudo ou nada ao sol

Todo alegre é bom
Todo o triste também
Se olha a vida e aceita o amor

Todo o valente, o covarde, o contente
O sério e o sonhador
Todo o sério e o sonhador

Todo o que reza, o que pede, o que implora
Aquele que chora, e o que vive tão bem
O que separa o erro de quem fez errado
E aos pecados dá fim
E exerga em verdade o que é bom




ESTADOS DE ESPÍRITO

Nosso íntimo flutua como as estações do ano. Mais ainda, como as "frentes" climáticas que se sucedem até várias vezes num mesmo dia. Tais variações surgem tanto de dentro quanto de fora. Brotam espontâneas, ora em forma de emoções agradáveis, como prazer, vontade de fazer piada, procurar sombra e água fresca; ora desagradáveis, mas igualmente naturais, como o desprazer, o nojo, o medo, a tristeza, a raiva, a garra diante das dificuldades e assim por diante. Bem frequentes são outras tantas emoções, aprendidas no decorrer dos anos ao presenciarmos as reações de nossos pais, parentes e professores, assim como de colegas que no-las "ensinam" e de filmes e leituras que vamos absorvendo sem perceber.

É nesta selva intrincada de emoções que nos encontramos quando pretendemos chegar às nossas decisões. Umas são simples, conhecidas, repetitivas pelo costume, como se saio agora ou logo mais, se telefono ou mando um e-mail. Outras já são mais sérias, exigindo maior atenção, como se marco minhas férias para estes dias ou as deixo para outro mês. Outras ainda são até comprometedoras, porque definem verdadeiras mudanças na vida, como se continuo com o namoro atual ou termino, se continuo neste emprego ou peço minhas contas, se quero mesmo casar ou prefiro a vida religiosa e/ou o sacerdócio.

Nem é válido nem bastante honesto decidirmos, como dizem, "do pé pra mão", sem maior reflexão e sem clareza. Seria como abalançar-nos com um carro por estrada desconhecida, à noite, com neblina e sem farol. "Loucura!", alguém poderia dizer. Por maior que seja nossa ousadia e vontade de arriscar, a prudência exige clareza sobre a real bondade do que pretendemos, sobre a verdade de que tal objetivo é mesmo para nós, e se temos as condições mínimas para depois ir em frente e viver felizes em tal nova situação.

A certeza se opõe à dúvida, assim como a luz se contrapõe às trevas (ou ao menos à cerração e à penumbra). Como passo anterior à decisão, o discernimento requer todo um processo de clarificação dos termos em questão. Precisa distinguir entre o Certo e o Errado, pois, como propõe a Lógica Formal, o oposto do Certo não é o Errado, mas o duvidoso, como ficou escrito acima. Tanto o Verdadeiro quanto o Errado são formas de certeza - já pensou?! -, irmãos na linha da segurança como Abel e Caim. Chamamos de Certo aquilo sobre o que nos sentimos seguros, seja isso verdadeiro (ou Reto) seja falso ou equivocado (ou Errado). Daí que, curiosamente, o Errado é Certo !!!

Merecemos ter decisões melhores do que as que vem apenas por impulso. Não é justo corrermos o perigo de arruinar toda uma vida, por causa de uma investida mal pensada e uma resolução mal digerida. Mesmo que o processo de Discernimento não seja um bicho de sete cabeças - e não precisa mesmo ser - continua pedindo um trabalho levado a sério, até com carinho e com grande dose de ânimo e generosidade.

Milton Paulo de Lacerda.
Espiritualidade Inaciana


Bom dia pra você!
Pense nisso::..

"Abrir a porta e dizer sim a quem te busca na esperança de um afeto e um abrigo"
Hélio Marques


Rosane!


5 comentários:

  1. Rô,
    Deus criou todos nós iguais, mas alguns evoluíram mais que os outros... Por isso há tanta gente diferente. Não concordo quando se diz no post que Deus criou os nossos jeitos de serem. Quem faz esse jeito somos nós mesmos. Deus nada tem a ver com isso.
    E vc sabe perdoar com o coaração? Tem post novo no Ideias...
    Acho q vai gostar...

    bjão

    ResponderExcluir
  2. Adorei essa letra do Rodrigo Grecco! E só agora vi o texto do sociólogo Betinho aí ao lado. Ótimo!

    Boa semana pra vocè.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto e homenagem aos homens.

    Vim agradecer as visitas em meus blog.
    Vc. é maravilhosa.
    Amigos vem e não precisam de convites.
    Fico muito feliz, quando as portas do meu blog e encontro vc. lá.
    Amigod nos fortalecem.
    Venha sempre.
    Com muito carinho
    Sandra

    ResponderExcluir
  4. Vim te desejar um bom final de semana!!! Bjks da Ro

    ResponderExcluir
  5. Muito bonita a letra da música. Belo post, Rô! Obrigada por compartilhar essas coisas tão belas conosco!

    Eu entendi o sentido do texto, embora tenha achado que foi um pouco confusa a forma do autor se expressar. Eu entendo que todos são caminhos válidos para se chegar a Deus, pois para Ele somos todos iguais. Mesmo quando cometemos um erro, ou fazemos um mal, isso servirá para nosso aprendizado e para os que vivem ao nosso redor, acredito que tudo tem uma razão e um sentido. Por isso a vida é tão bonita, se soubermos aproveitar todos os momentos, mesmo os mais difíceis, para tirar alguma lição.

    Rõ, me perdoe a ausência ultimamante, é que os últimos 15 dias foram meio difíceis para mim, mas agora já está tudo se encaminhando.

    Beijos, tenha um lindo final de semana!!!

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails