segunda-feira, 25 de agosto de 2008

O amor de Deus...





Graças ao bom Deus estou de volta. É bom viajar sair um pouco de casa, levar os ouvidos e ombros para que seu irmão possa chorar sua dor, falar de suas tristezas e de suas alegrias.

Mas voltar é a melhor coisa do mundo, a casa da gente é nosso templo, é nela que reside toda nossa alegria e nossa vida.

Que bem estar de e poder agradecer tantos pessoas que por aqui passaram, e deixaram seus recadinhos tão carinhos e doces. Agradecer minhas filhas, meu irmão e meus netinhos, meus grandes e carinhosos amigos. Muito obrigada a todos e todas, principalmente àqueles que apenas entram em minha casa mas por um motivo qualquer não se apresentam, mesmo assim levam daqui um pouquinho do meu amor e da minha amizade.

E para começar a semana...

O Amor de Deus...


O amor divino se expressa em todo o Universo.

Sua presença está na leve brisa que acaricia as pétalas de uma flor, e nos vendavais que agitam ondas imensas nos oceanos.

Está no tênue sussurro da criança e também nas estrondosas explosões solares.

Está presente na luz singela do vaga-lume, que quebra a escuridão das noites silenciosas do sertão, e nas estrelas de primeira grandeza, engastadas na imensidão dos espaços siderais.

O amor divino está na florzinha singela, que espalha aroma em pequenos canteiros, e nas miríades de mundos que enfeitam galáxias nos jardins dos céus...

Os passarinhos que saltitam nos prados, cantam nos ramos e alimentam seus filhotes, dão mostras do amor de Deus.

As ondas agitadas que arrebentam nas praias, tanto quanto o filete de água cristalina que canta por entre as rochas, falam do amor de Deus.

A fera que ruge na selva e os astros que giram na amplidão enaltecem o amor divino, enquanto falam dessa cadeia que une os seres e as coisas no universo infinito. No andar pesado do elefante e no vôo leve e gracioso do beija-flor, expressa-se o amor de Deus.

Da ferocidade da leoa em busca do alimento, à dedicação do pingüim chocando os ovos, percebe-se o amor divino. Da leviandade do chupim, que bota seus ovos em ninho alheio, à operosidade e engenharia do joão-de-barro, notamos a presença do amor de Deus.

Nos insetos nocivos tanto quanto no exemplo de trabalho comunitário das abelhas, cupins e formigas, percebemos o amor divino. No instinto de sobrevivência de homens, animais e plantas, está presente o amor de Deus. Na minúscula semente que traz no íntimo o código genético de sua espécie, está contemplado o amor do Criador.

A destreza instintiva do pássaro tecelão, a graciosidade da borboleta, a habilidade inconteste dos reflorestadores alados, falam do amor de Deus. A criança que sorri, inocente e feliz no regaço materno, e a que chora triste, sem rumo e sem lar, são a presença do Criador no mundo, com acenos de esperança.

O homem sábio, que emprega seus conhecimentos nos serviços do bem, e aquele que se enobrece no trabalho rude da lavoura, apresentam o amor de Deus, elevando a vida. Até mesmo nas tempestades que destroem nossas flores de ilusão, vemos o convite do Criador para que plantemos em solo firme de felicidade perene. O ar que respiramos é dádiva do amor celeste... O amor que trazemos na alma, é herança do Criador da vida... A esperança que alimentamos é ânfora de luz nutrindo a vida com a chama do amor de Deus.

Por fim, não há espaço algum no universo, onde não pulse o amor de Deus.

*************

Na inquietude dos delinqüentes, o amor divino se faz atento... Na dor dos aflitos, o amor de Deus é afago... Na inocência da criança, o amor divino se mostra... Na mansuetude dos sábios, o amor de Deus é quietude. Na harmonia do universo, o amor do Criador repousa... No coração de quem ama, o amor de Deus se realiza.

(Desconheço autor)


Com carinho Rô!

8 comentários:

  1. Seja bem-vinda, Rô! A boa filha à casa retorna! :-) Também agradeço pelo seu carinho e consideração, sempre disposta a dividir com todos esse amor! Fique bem!

    Beijão! :-)

    ResponderExcluir
  2. Que bom que minha mãezinha, vovó, irmãzinha e amiga do coração voltou! Sabia que você faz a maior falta no meu dia-a-dia, Rô?

    Linda essa mensagem de louvor a Deus!

    Um beijão minha linda, bom retorno!

    ResponderExcluir
  3. Oi Rô!
    Que bom tê-la de volta!!
    Bela mensagem de retorno.
    Bjs,
    Lila

    ResponderExcluir
  4. Que bom que voltou.
    Tomara que a viagem tenha sido muito boa!

    Saudades!
    Bêjos no ♥

    ResponderExcluir
  5. Querida irmãzinha, como lhe disse me apaixonei por seu espaço tão lindo...E rezei por seu pronto restabelecimento. O Bom Deus com certeza ouviu tantos pedidos de tantas pessoas que lhe amam,tantas orações por você, alma tão querida Sua! Obrigada, Senhor, por Seu Amor pela Ro! Jesus e a Mãezinha lhe abençoem , cuidem, e protejam sempre! Bjos!

    ResponderExcluir
  6. Mamãããããããe, que saudade de sua comidinha... e do seu cigarrinho! Eu sempre tô sem! Hehehehehe! Beijo

    ResponderExcluir
  7. Que liiiiiiiiiiiiiindas as suas palavras, nova amiga! Creio que vc é como um pedacinho de céu nas nossas vidas. Deus a criou especialmente para ser amor com Ele a todas as almas...Bom, meu nome é Graça e vc, Rosane, Ele já colocou bem plantadinha no meu coração! Mil bjos!

    ResponderExcluir
  8. Lindo, lindo!!

    Vó, que bom que a senhora voltou!!!
    BEijooooooos
    Eita saudade danada!!

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails