quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

O amor acima de tudo!

Hoje quero falar um pouquinho de um grande amor, um amor de verdade, um amor que enobrece engrandece. Ontem falei de minha Hevi, hoje falo do meu Nandinho, meu filho caçula, que apesar dos seus 26 anos, uma criança ainda gatinhando para a vida, lá com seus l6 para l7 anos, conheceu a Pri, sua amada esposa. casados já a quase 4 anos e pais do nosso lindo Mateus.
Sua história começa quando eles resolveram ficar noivos. Após o noivado, minha nora por providência divina, foi fazer alguns exames de rotina. Exames prontos, o médico detectou que ela é portadora do vírus da Hepatite C. O que é Hepatite C?


Hepatite C é a inflamação do fígado causada pela infecção pelo vírus da hepatite C (VHC ou HCV), transmitido através do contato com sangue contaminado. Essa inflamação ocorre na maioria das pessoas que adquire o vírus e, dependendo da intensidade e tempo de duração, pode levar a cirrose e câncer do fígado. Ao contrário dos demais vírus que causam hepatite, o vírus da hepatite C não gera uma resposta imunológica adequada no organismo, o que faz com que a infecção aguda seja menos sintomática, mas também com que a maioria das pessoas que se infectam se tornem portadores de hepatite crônica, com suas consequências a longo prazo.
Vírus da hepatite C
(fonte)
Estima-se que cerca de 3% da população mundial, 170 milhões de pessoas, sejam portadores de hepatite C crônica. É atualmente a principal causa de transplante hepático em países desenvolvidos e responsável por 60% das hepatopatias crônicas. No Brasil, em doadores de sangue, a incidência da hepatite C é de cerca de 1,2%, com diferenças regionais, como mostra a tabela abaixo:

Para ler o texto completo clique aqui


Com os resultados nas mãos, os pais de minha nora partiram imediatamente a procura de especialistas para dar início ao tratamento, e esse tratamento e para toda vida porque cura só através de um transplante de fígado, como relata o texto acima.

Mas, por que acima de tudo o amor? E por que eu admiro e respeito tanto os meus filhos?

Porque se não fosse o amor, o verdadeiro amor, meu filho teria feito o que muitos jovens estão fazendo hoje em dia, como eu li no Blog O Futuro do Presente em postagem de ontem. Jovens que sem o mínimo de comprometimento e falta de amor, largam as mulheres à margem da vida, e partem pra outra. Meu filho muito jovem ainda, na época da descoberta da doença, teria ele l8 para l9 anos, nos dias de hoje jovem demais para tanta responsabilidade. Mas com muito amor, garra , determinação e muita Fé, assumiu seu amor, assumiu sua Pri, e desse amor tão puro e sublime, tão cristalino hoje eles estão casados, e com mais coragem ainda, desse amor maior veio o Mateus, uma criança saudável, sem o vírus, pois todos os exames foram feitos e nada na Graça de Deus, foi detectado, todo o perigo já passou. Eis o fruto desse
amor eterno




O Amor acima de tudo -

O Eros(deus do amor- o amor ) é o caminho para o amor, que só termina na eternidade. O corpo morre, mas o amor não quer morrer. O corpo, ao mesmo tempo, expressa e limita o amor, mas o coração humano não quer aceitar o limite do amor. "O amor é forte, é como a morte. Cruel como o abismo é a paixão, pois suas chamas são chamas de fogo, uma faísca de Javé. As águas da torrente jamais poderão apagar, nem os rios afogá-lo" (Ct 8,6-7). A limitação do amor faz surgir o ciúme, e o ciúme é a prova de que o desejo do coração "exige" um amor exclusivo, total, eterno. O ciúme nasce do medo de perder o amado. Portanto um amor frágil, ameaçado, precário, que exige uma contínua superação. O Eros deve desembocar no amor. Quando o horizonte do Eros se abre totalmente, surge um novo horizonte, o do Amor.

Por isso eu creio no amor eterno, por que?

O amor é paciente, prestativo, não é invejoso, não se ostenta, não se incha de orgulho, nada faz de inconveniente, não procura o próprio interesse, não se irrita, não guarda rancor, tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta (cf.lCor l3, 4-8).

O Eros (o amor) conjuga, estabelece a recíproca pertença, mas esta comunhão está destinada a surtir um amor sempre maior. Do contrário tudo acaba numa posse recíproca, que por um momento sacia o Eros(o amor), mas torna o coração infinitamente faminto de amor...!!!


Fonte de informação : A VIDA DO AMOR O sentido espiritual do Eros - HILDO CONTE -

5 comentários:

  1. Rô, fiquei emocionada... Que família abençoada!!

    O amor fraternal, o amor de Deus, tudo pode, faz impossíveis.

    Que o amor esteja sempre entre vocês!

    Beijos com eterno carinho

    ResponderExcluir
  2. Mãma, nossa família "é o cara", ou melhor, abençoada pelo Cara, Deus!
    Te amo!

    ResponderExcluir
  3. Rô, meu irmão além de ter hepatite C também é soropositivo...por isso entendi bem a mensagem do seu post, senti na pele, e família é tudo realmente!

    Essa passagem do Apóstolo São Paulo/Cor.é uma das mais lindas que já li na Bíblia!

    Beijos flor, e fique com Deus, sempre!

    ResponderExcluir
  4. Oi, querida Rô!

    Muito emocionante e corajoso este relato familiar!! Serve mesmo como lição de vida, como lição de amor!! A família dele é muito linda! Seu neto é lindo e tem um sorriso contagiante!! Parabéns a eles pelo belo exemplo! Obrigado por compartilhar conosco seus momentos mais íntimos! Fiquem sempre bem!

    Te amo, minha querida!
    Beijão!
    Juca

    ResponderExcluir
  5. Mãe, desculpe não ter lido antes, mas depois de ler a primeira vez, já li umas duas ou três vezes, é um clichê mas infleizmente hoje em dia o tempo é curto, ainda mais cuidando do nosso Mateus...obrigado pela força que vocês sempre nos dão e também pelas inumeras orações oferecidas a Pri, te amo muito, beijos..

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails