terça-feira, 2 de outubro de 2012

"Santos anjos do Senhor"



Os Anjos são antes de tudo os mediadores das mensagens da verdade Divina, iluminam o espírito com a luz interior da palavra. São também guardiões das almas dos homens, sugerindo-lhes as directivas Divinas; invisíveis testemunhas dos seus pensamentos mais escondidos e das suas acções boas ou más, claras ou ocultas, assistem os homens para o bem e para a salvação. São Grégorio Magno diz, que quase cada página da Revelação escrita, atesta a existência dos Anjos. No Novo Testamento aparecem no Evangelho da infância, na narração das tentações do deserto e da consolação de Cristo no Getsemani. São testemunhas da Ressurreição, assistem a Igreja que nasce, ajudam os Apóstolos e transmitem a vontade Divina. Os Anjos preparam o juízo final e executarão a sentença, separando os bons dos maus e formarão uma coroa ao Cristo triunfante. Eles os Anjos,são mencionados mais de trezentas vezes no Antigo Testamento. Além de todas essas referências bíblicas, que por si só justificam o culto especial que os cristãos reservam aos anjos desde os primeiros tempos, é a natureza destes "espíritos puros" que estimula nossa admiração e nossa devoção.
Dizia Bozzuet : "Os Anjos oferecem a Deus as nossas esmolas, recolhem até os nossos desejos, fazem valer diante de Deus os nossos pensamentos... Sejamos felizes de ter amigos tão prestativos, intercessores tão fiéis, intérpretes tão caridosos." Fundamentando a verdade de fé, a Igreja nos diz que cada cristão, desde o momento do baptismo, é confiado ao seu próprio Anjo, que tem a incumbência de guardá-lo, guiá-lo no caminho do bem, inspirando bons sentimentos, proporcionando a livre escolha que tem como meta Deus, Supremo Bem. A liturgia do dia 29 de setembro, que celebramos São Miguel, São Gabriel e São Rafael, lembra ao mesmo tempo todos os coros angélicos: os Anjos, os arcanjos, os Tronos, as Dominações que adoram, as Potestades que tremem de respeito diante da Majestade Divina, os céus, as virtudes, os bem-aventurados serafins e os querubins.
O Inicio da celebração da festa distinta para os Santos Anjos da Guarda, começou desde o século XVI, universalizada pelo Papa Paulo V, depois que em 1508 Leão X aprovou o novo Ofício composto pelo franciscano João Colombi.
Santo Anjo do Senhor, Meu zeloso guardador, se a ti me confiou a piedade Divina, sempre me rege, guarda, governa e ilumina. Amén.



Cometárino ao Evangelho do dia feito por :



 São João-Maria Vianney (1786-1859), presbítero, Cura de Ars
Sermão para a festa dos Anjos da Guarda

«Eis que Eu envio um anjo diante de ti»

Apesar de Se bastar a si mesmo, Deus emprega, para governar o mundo, o ministério dos Seus anjos. [...] Vendo Deus ter tantos cuidados com a nossa vida, temos de concluir que a nossa alma é qualquer coisa de muito grande e precioso, para que, para a sua conservação e santificação, Ele empregue tudo o que tem de maior em Sua corte. Deu-nos o Seu Filho para nos salvar; este Filho [...] dá a cada um de nós um e até vários anjos, que têm por única ocupação pedir-Lhe para nós as graças e os auxílios necessários à nossa salvação. [...] Oh, que mal conhece o homem o que é, e o fim para o qual foi criado! Lemos na Sagrada Escritura que o Senhor dizia ao Seu povo: «Eis que Eu envio um anjo diante de ti, para te guardar no caminho e para te fazer entrar no lugar que Eu preparei» (Ex 23,20).

Devemos invocar frequentemente os nossos anjos da guarda, respeitá-los e, sobretudo, procurar imitá-los em todas as nossas acções. A primeira coisa em que os devemos imitar é no pensamento da presença de Deus. [...] Com efeito, se estivermos bem impregnados da presença de Deus, como poderemos fazer o mal? As nossas virtudes e boas acções serão bem mais agradáveis a Deus! [...] Deus diz a Abraão: «Anda na Minha presença e sê perfeito» (Gn 17,1]. Como pode então suceder que tão facilmente esqueçamos a Deus, quando O temos sempre à nossa frente? Porque não nos enchemos então de respeito e reconhecimento para com os anjos, que nos acompanham noite e dia? [...] «Sou demasiado miserável para merecer isso», direis possivelmente. Meus irmãos, não só Deus não vos perde de vista um instante, como até vos dá um anjo que não deixa nunca de vos guiar. Oh, grandiosa felicidade, tão mal conhecida pelos homens! 


fonte




Beijos meus cheios de luz, paz, amor, fé e esperança!  








3 comentários:

  1. eu e minha filha fazemos uma oração proa anjos!
    adorei o post!

    ResponderExcluir
  2. Belo post, como vai a vida? Há tempos não nos falamos, na segunda estou indo para o Brasil, aí vou ficar um tempinho longe do mundo virtual, Beijocas. "Santo Anjo do Senhor, Meu zeloso guardador, se a ti me confiou a piedade Divina, sempre me rege, guarda, governa e ilumina. Amém"!

    ResponderExcluir
  3. Que lindo o texto de "O cura D'Arns!" Amei a homilia dele! Grande abração, Rô amiga querida!

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails