segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Sobre soberba x temperança

Li o artigo abaixo sobre  Soberba X Temperança e desejo compartilhar com você.
Soberba é para mim um vício que luto para não ter, mas como qualquer ser humano, muitas vezes caio nessa armadilha. Mas graças a Deus como que um mistério, é acionado dentro de mim, como um alarme, me dizendo: " Rosane presta atenção, reflita, pense e volte " . O orgulho não cabe em minha vida. Se erro, com certeza pedirei perdão. Serei perdoada? Não sei! O que sei é que sempre estarei disposta a pedir e a dar meu perdão. A soberba nã tem lugar em minha vida e jamais terá.
No seite COTIDIANO ESPEIRITUAL  onde encontrei esse ARTIGO você vai encontrar um estudo completo sobre  VÍCIOS E VIRTUDES.
 Dividido em quatro capítulo::..
Vale a pena dar conhecimento desse estudo é só clicar em ::..




Colossenses 2:15 Imagem de Fundo

“Se alguém quiser vir após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga. Pois quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la; mas quem perder a sua vida por amor de mim, há de encontrá-la. "
Evangelho: (Mt 16, 21-27)

 Renunciar: significa deixar de lado tudo aquilo que impede a nossa aproximação com os pobres, os afastados e marginalizados. Renunciar a si mesmo é doar-se totalmente em favor daqueles que, além de alimentos, necessitam também de uma palavra amiga e de amor.
Tomar a cruz: significa encarar de frente os problemas do dia-a-dia, entregar a Deus as doenças, lutas e sacrifícios. Significa transformar esses momentos difíceis em orações pela santificação das nossas almas.



O VÍCIO: A SOBERBA


Todos os vícios ou pecados capitais são extremamente danosos à vida física e espiritual do ser humano. Mas, sem dúvida nenhuma, a Soberba é o pior dos piores. Foi a Soberba que separou Lúcifer da amizade com Deus. Lúcifer era a maior glória da criação de Deus, o ser mais perfeito que havia sido criado. Porém isto não lhe bastou, não bastava ser perfeito, ele queria ser Deus igualando-se ao seu criador. E esta foi sua derrocada:

"Estavas no Éden, jardim de Deus, estavas coberto de gemas diversas: sardônica, topázio e diamante, crisólito, ônix e jaspe, safira, carbúnculo e esmeralda; trabalhados em ouro. Tamborins e flautas, estavam a teu serviço, prontos desde o dia em que foste criado.  Eras um querubim protetor colocado sobre a montanha santa de Deus; passeavas entre as pedras de fogo. Foste irrepreensível em teu proceder desde o dia em que foste criado, até que a iniqüidade apareceu em ti. No desenvolvimento do teu comércio, encheram-se as tuas entranhas de violência e pecado; por isso eu te bani da montanha de Deus, e te fiz perecer, ó querubim protetor, em meio às pedras de fogo. Teu coração se inflou de orgulho devido à tua beleza, arruinaste a tua sabedoria, por causa do teu esplendor; precipitei-te em terra, e dei com isso um espetáculo aos reis" Ezequiel 28, 13-17

Soberba é o mesmo que orgulho e consiste no fato da pessoa ter uma estima excessiva de si mesma. 

- não agradece a Deus as qualidades que possui (e quando o faz não é uma atitude sincera, mas, dissimulação) e fica procurando elogios.
- acha que possui qualidades que na verdade não possui.
- se acha importante demais.
- procura sempre rebaixar as qualidades dos outros.

A Soberba produz ainda: 

Ambição - desejos imoderados de possuir bens e glória.
Presunção - confiança exagerada em si mesmo.
ã glória - procura de elogios e admiração.
Hipocrisia - atos que mascaram a maldade do coração
Obstinação - não aceitar os conselhos e insistir sempre no mal.
Desprezo - olhar os outros como inferiores. 

A Soberba é um vício que leva a alma a uma cegueira total sobre si mesma e sobre o próximo. A alma soberba não pode amar a Deus e ao próximo na verdadeira Caridade. 

             COMO LUTAR CONTRA A SOBERBA?

          Este trabalho aborda a questão da oposição que há entre vícios e virtudes. Como dissemos na semana passada, antes do pecado original, Deus havia plantado em nós o dom das virtudes, ou seja, antes da nossa fraqueza, Deus já havia nos concedido a fortaleza.
         Já sabemos que existem as virtudes teologais, cardeais e anexas. Para cada pecado capital, temos, pelo menos, uma virtude especifica para vencê-lo. Sabemos que as virtudes teologais são a Fé, a Esperança e a Caridade, estas são as primeiras virtudes a serem aprimoradas para vencer qualquer pecado.

A é aprimorada através da meditação da Palavra de Deus, obediência às suas leis e à Igreja, vida contínua de oração e, claro, através da abertura de nossos corações a ação do Espírito Santo. Ainda temos uma grande aliada que é a presença, intercessão e proteção de Maria Santíssima, a mãe de Deus e nossa. Com ela, tudo fica mais fácil. Recorramos e nos consagremos a ela.
A Esperança é a certeza de que em momentos difíceis Deus não nos abandonará. Se confessamos os nossos pecados é porque temos a Esperança de que ele nos perdoará, se obedecemos seus mandamentos e sua Igreja, é na esperança de um dia o contemplarmos face a face. Isso é dom de Deus e São Paulo nos afirma que a esperança não engana!
A Caridade é o que traz aos nossos corações o verdadeiro amor  por Deus e pelos irmãos. Requer doação à exemplo de Jesus Cristo. Contra a Caridade não existem armas! Só conseguiremos amar verdadeiramente a Deus, quando aperfeiçoamos a Caridade. É interessante que a Fé e a Esperança são aperfeiçoadas à partir de Deus. Já a Caridade toma o caminho inverso, ou seja, seu aperfeiçoamento é a partir do humano. Caridade e amor é a mesma coisa. Portanto, só amaremos a Deus se formos capazes de amar a nós mesmos e ao próximo. Principalmente ao próximo que menos merece o nosso amor.
Todas as virtudes são dons de Deus, porém, todo dom necessita ser aprimorado. Não que os dons sejam imperfeitos, mas diante de tantas coisas  que mancham o homem, estes dons precisam ser descobertos e lapidados em nossos corações.
   
     Estas três virtudes teologais sempre serão usadas na luta contra todo e qualquer vício capital. Mas temos uma virtude cardeal especifica para combatermos a soberba e ela é a Virtude da Temperança.

A VIRTUDE: TEMPERANÇA
 
Ela é o freio da nossa alma. A temperança é a virtude pela qual usamos com moderação dos bens temporais, quer eles sejam comida, bebida, sono, diversão, sexo, conforto e das nossas qualidades particulares. Ela nos ensina a usar essas coisas na hora certa, no tempo certo, na quantidade adequada. Ela nos ensina que certos atos são reservados a certas situações.
Sabendo que o coração humano se deixa seduzir facilmente pelos sentimentos de POSSE, PODER e PRAZER, a virtude da Temperança se une às Virtudes Teologais para que possamos vencer estes sentimentos e atitudes que provem disso. A Temperança nos ajudará a vencer os maus pensamentos e maus desejos, ajudará um casal a nunca trair o sacramento do matrimônio pelo adultério, etc. Todos esses maus pensamentos, maus desejos e ocasiões de pecado devem ser combatidos imediatamente, sem perda de tempo, com muita coragem e força, para que não se tornem pecados mortais.
Também o conforto da vida moderna pode nos levar a pecar contra a Temperança. Reclamamos do calor, reclamamos do frio, não queremos nos levantar da cadeira nem para pegar um copo d'água, sempre achamos algo que nos desagrada nas coisas e nas pessoas. A virtude da Temperança nos ajuda a esquecer um pouco tudo isso e pensar mais em ajudar, em trabalhar, em vencer seus próprios defeitos.

        Virtudes morais anexas à Temperança
 
Abaixo estão algumas das virtudes anexas a temperança:

·         Abstinência
·         Sobriedade
·         Castidade
·         Estudiosidade
·         Modéstia exterior
·         Humildade

São várias as virtudes anexas a Temperança, apesar de listarmos algumas delas, vamos nos preocupar em abordar apenas a virtude anexa que está diretamente ligada ao combate à soberba.

A Virtude da Humildade

Pela virtude da humildade, o homem regra tudo o que toca sua própria excelência de acordo com o soberano domínio de Deus, de modo que ele não queira ser mais do que é ou do que lhe convém, segundo o lugar e o grau determinados por Deus.
Por si próprio o homem nada pode, e tudo que ele faz sem Deus é manchado pelo pecado. Por isso, ao considerar a si próprio em Deus, ele coloca-se no seu lugar verdadeiro, inclusive em relação ao próximo. Sendo assim, nada mais justo do que o homem se considerar sempre o último de todos, visto que sozinho ele nada pode.

Dicas para nossa luta diária:

* Tenha um momento de oração pessoal;
ü          * Medite a vida de Jesus, seu atos, seus interesses e sua doação pela humanidade;
ü          * Leia a bíblia;
ü          * Tenha momentos de devoção a Santa Maria através do terço;
ü          * Faça momentos de adoração onde você se coloca no lugar de servo;
ü          * Dê importância a seu próximo e queira servi-lo;
ü          * Use seus talentos em prol do próximo;
ü          * Olhe para as pessoas com respeito e reverência;
ü          * Seja grato a Deus e às pessoas;
ü          * Quando fizer uma boa ação, não se vanglorie nem espere recompensa, apenas pense que fizeste o que deveria ter feito e agradeça a Deus pela oportunidade de fazer a diferença neste mundo;
ü          * Renuncie a si mesmo, tome sua cruz e siga o Mestre;
ü          * Medite na vida dos santos;
ü          * Alegre-se com o que você tem e equilibre seus sonhos e desejos tendo como medida a palavra de Deus e os ensinamentos da Santa Igreja;
ü           * Queira servir sempre, mesmo quando tiver o direito de ser servido;
              


Tenha uma linda semana.
Cheia de luz, paz, amor, fé e esperança!
Jamais desista!

 

2 comentários:

  1. Olá amiga especial

    Ganhei um selinho de uma amiga irmã que mora em meu coração. Sempre que ela me presenteia fico com meu coração em estado de alegria. E não poderia deixar de presentear pessoas que admiro muito. É por este motivo que o Blog Kantinho da Kekel passa para o seu blog um selinho para comemorar nossa amizade.
    Vc vai encontrá-lo no seguinte endereço:

    http://kantinhodakekel.blogspot.com/2011/01/selinho-da-menina-cajuina.html

    Beijos em seu coração e feliz 2011.

    ResponderExcluir
  2. Querida Rosane, ontem eu li e fiquei tristíssima. Calei-me achando excesso de cansaço. Li hoje. Agora. E fiquei mais triste pq esses pecados são feios e às vezes eles estão tão camuflados em nossa cerne que nem os percebemos. Agora entendo Gonçalves Dias quando diz num poema famoso "A vida é luta renhida, viver é lutar" Abração!

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails