quinta-feira, 25 de agosto de 2011

"Enquanto os ventos sopram" enviado por Maria Luiza!

imagem aqui

Enquanto os ventos sopram – mensagem para refletir

Enquanto os ventos sopram…
Alguns anos atrás, um fazendeiro possuía terras ao longo do litoral do Atlântico. Ele constantemente anunciava estar precisando deempregados.
A maioria das pessoas estava pouco disposta atrabalharem fazendas ao longo do Atlântico.
Temiam as horrorosas tempestades que varriam aquela região, fazendo estragos nas construções e nas plantações.
Procurando por novos empregados, ele recebeu muitas recusas. Finalmente, um homem baixo e magro, de meia-idade, se aproximou do fazendeiro.
- Você é um bom lavrador? Perguntou o fazendeiro.
- Bem, eu posso dormir enquanto os ventos sopram, respondeu o pequeno homem.
Embora confuso com a resposta, o fazendeiro, desesperado porajuda, o empregou.
O pequeno homem trabalhou bem ao redor da fazenda, mantendo-se ocupado do alvorecer até o anoitecer e o fazendeiro estava satisfeito com otrabalhodo homem.
Então, uma noite, o vento uivou ruidosamente. O fazendeiro pulou da cama, agarrou um lampião e correu até o alojamento dos empregados. Sacudiu o pequeno homem e gritou:
- Levanta! Uma tempestade está chegando! Amarre as coisas antes que sejam arrastadas!
O pequeno homem virou-se na cama e disse firmemente:
- Não senhor. Eu lhe falei:  eu posso dormir enquanto os ventos sopram.
Enfurecido pela resposta, o fazendeiro estava tentado a despedi-lo imediatamente. Em vez disso, ele se apressou a sair e preparar o terreno para a tempestade. Do empregado, trataria depois.
Mas, para seu assombro, ele descobriu que todos os montes de feno tinham sido cobertos com lonas firmemente presas ao solo. As vacas estavam bem  protegidas no celeiro, os frangos nos viveiros, e todas as portas muito bem travadas. As janelas bem fechadas e seguras. Tudo foi amarrado. Nada poderia ser arrastado.
O fazendeiro então entendeu o que seu empregado quis dizer.
Então retornou para sua cama para também dormir enquanto o vento soprava.
O que se quer dizer com esta história é que quando se está preparado – espiritualmente, mentalmente e fisicamente – não se tem nada a temer.
Você pode dormir enquanto os ventos sopram em sua vida?
E caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha. (Mateus 7:25)
Alguns anos atrás, um fazendeiro possuía terras ao longo do litoral do Atlântico. Ele constantemente anunciava estar precisando de empregados.
A maioria das pessoas estava pouco disposta a trabalhar em fazendas ao longo do Atlântico.
Temiam as horrorosas tempestades que varriam aquela região, fazendo estragos nas construções e nas plantações.
Procurando por novos empregados, ele recebeu muitas recusas. Finalmente, um homem baixo e magro, de meia-idade, se aproximou do fazendeiro.
- Você é um bom lavrador? Perguntou o fazendeiro.
- Bem, eu posso dormir enquanto os ventos sopram, respondeu o pequeno homem.
Embora confuso com a resposta, o fazendeiro, desesperado por ajuda, o empregou.
O pequeno homem trabalhou bem ao redor da fazenda, mantendo-se ocupado do alvorecer até o anoitecer e o fazendeiro estava satisfeito com o trabalho do homem.
Então, uma noite, o vento uivou ruidosamente. O fazendeiro pulou da cama, agarrou um lampião e correu até o alojamento dos empregados. Sacudiu o pequeno homem e gritou:
- Levanta! Uma tempestade está chegando! Amarre as coisas antes que sejam arrastadas!
O pequeno homem virou-se na cama e disse firmemente:
- Não senhor. Eu lhe falei:  eu posso dormir enquanto os ventos sopram.
Enfurecido pela resposta, o fazendeiro estava tentado a despedi-lo imediatamente. Em vez disso, ele se apressou a sair e preparar o terreno para a tempestade. Do empregado, trataria depois.
Mas, para seu assombro, ele descobriu que todos os montes de feno tinham sido cobertos com lonas firmemente presas ao solo. As vacas estavam bem  protegidas no celeiro, os frangos nos viveiros, e todas as portas muito bem travadas. As janelas bem fechadas e seguras. Tudo foi amarrado. Nada poderia ser arrastado.
O fazendeiro então entendeu o que seu empregado quis dizer.
Então retornou para sua cama para também dormir enquanto o vento soprava.
O que se quer dizer com esta história é que quando se está preparado – espiritualmente, mentalmente e fisicamente – não se tem nada a temer.
Você pode dormir enquanto os ventos sopram em sua vida?

E caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha. (Mateus 7:25)

Recebi por e-mail de minha sempre amiga Maria Luiza
Amigos são e serão para sempre em meu coração guardados como tesouros enviados por Deus.


Ramalhete EspiritualBeijos meus cheios de,
luz, paz, amor, fé e esperança!






3 comentários:

  1. Rosane, estou aqui emocionada e feliz por saber que a mensagem fez tão bem a você a ponto de transformá-la em um post. Desejo que quando os ventos soprarem para o lado de sua vida, você esteja guardada e bem segura nas mãos do Senhor, nosso Pai, pois é o ÚNICO capaz de nos segurar-nos. Desejo muito mais: que esses vendavais se tornem brisas suaves e mansas a acariciar a sua vida, viu, minha querida! Bjbjbj!!!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Ro...nada como poder deitar e dormir tranquilo. Tenho tentado fazer o dever de casa direitinho...rsrsrs. Beijocas!

    ResponderExcluir
  3. Preparar-se na vida para quando os ventos passarem por ela é sabedoria.Poder encostar a cabeça no travesseiro e dormir é tranquilidade.Sabedoria e tranquilidade tornam a vida mais leve e amaciam o caminho a ser percorrido.Gostei da reflexão.Você tem a capacidade de me encantar.Bjs no coração Eloah

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails