terça-feira, 14 de setembro de 2010

"Esta noite, pois que o tempo está bom"


Vem sentar-te ao meu lado, no banco, diante da casa, mulher; é teu direito; vai fazer quarenta anos que estamos junto.
Anoitece, o tempo está bom, e é também o anoitecer de nossas vidas: tu mereceste bem um momento de repouso.
Eis que os filhos estão encaminhados e partiram pelo mundo; e novamente somos apenas os dois como no começo.
Lembras-te, mulher? Não tínhamos nada para começar, tudo estava por fazer.
Nós demos tudo. Mas foi duro. É preciso coragem e perseverança.
É preciso amor, e o amor não é aquilo que a gente pensa quando começa. Não são somente beijos que se trocam ou palavras sussurradas ao ouvido, ou sentir-se apertado um contra o outro; o tempo da vida é longo, o dia de núpcias é apenas um dia, e, em seguida tu te lembras? É só em seguida que a vida começa.
É preciso fazer o que está desfeito; é preciso refazer, pois está desfeito ainda.
Vêm os filhos; é preciso nutri-los, vesti-los, educá-los. E não acaba mais. Às vezes ficavam doentes, e tu passavas a noite de pé. Eu trabalhava da manhã ao anoitecer. às vezes dá o desespero; os anos se sucedem e a gente não progride, até parece que recua. Lembras-te, mulher?
Todas as preocupações, todo o trabalho: somente tu estavas lá. Permanecemos fiéis um ao outro. Assim pude apoiar-me em ti e te apoiaste em mim  Tivemos sorte de estar unidos; lançamo-nos os dois à obra, aguentamos firme . O amor verdadeiro não aquilo que se pensa. O amor verdadeiro não é de  um dia, mas de sempre.
É ajudar-se, compreender-se. E pouco a pouco a g ente vê que tudo se arranja. As crianças cresceram e se saíram bem. Nós lhes havíamos dado o exemplo. Consolidamos os alicerces da casa. Que todas as casas do país sejam sólidas e o país também será sólido. Por isso, vem para o meu lado e olha, pois é o tempo da colheita quando é rosado ao anoitecer, e uma poeira de rosas se  eleva por toda parte entre as árvores. Senta-te pertinho de mim. Não diremos nada; não precisamos dizer nada. Precisamos apenas estar juntos ainda uma vez e, no contentamento da tarefa cumprida, esperar que a noite chegue.

 

Bom e maravilhoso dia para ti!
Beijos e beijos!
Luz, paz, amor, fé e esperança!
 Rosane!

3 comentários:


  1. E tã maravilhoso o sacramento do matrimonio porque ele permite ao caal fazer as bodas de 40 anos, de 25 e de 50.
    Pena os jovens não conseguirem identificar o valor do sacramento. E este que dura e permanece. O casamento em si não, mas o matrimonio permanece.
    com carinho MOnica

    ResponderExcluir
  2. Rô, encanta-me profundamente suas postagens, seu blog tem texturas e movimentos que dá vontade de entrar nele para viver nesse mundo encantado que vc criou. Ah! Coloquei as receitas no meu para vc. Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Voinha, que coisa mais linda!!!!!

    Estou aqui completamente emocionada com essas palavras lindas!!

    Voinha eu desejo sempre para vc e pro vô Barba toda felicidade do mundo!!!

    Te amo!!

    Beijos

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails