terça-feira, 1 de setembro de 2009

A força da Mulher...


























(La Philosophie dans le Boudoir, René Magritte)



Há um tempo em que é preciso
abandonar as roupas usadas ,
que já têm a forma do nosso corpo ,
e esquecer os nossos caminhos ,
que nos levam sempre aos mesmos lugares .
É o tempo da travessia : e se não ousarmos fazê-la ,
teremos ficado , para sempre , à margem de nós mesmos .
( Fernando Pessoa )



O privilégio de ser mulher

Por: Ana Rosa Abraham Funes (psicóloga)

Ser mulher não somente se refere à definição do sexo de uma pessoa. Sentir-se mulher implica tomar a feminilidade como ponto de partida de uma viagem que promete ser profunda, exigente na entrega, no ardor e no amor pela vida.

As mulheres vivem uma procura em nossa realidade cultural, estão ávidas de atingir a pós-modernidade, sem que isto implique renunciar à essência própria de seu sexo. É a procura do abraço à sua natureza feminina, de aprender a se valorizar como mulheres e a projetar esse mundo interno pleno de intuição, planícies de terra fértil e convicção de que a vida se revela no olhar de seus filhos, o apoio dos pais, caminhar ao lado do cônjuge e o amor sempre fiel às raízes que semeou. Implica uma viagem desde o interior até o exterior, cujo ponto de chegada é a harmonia de saber-se humana, totalmente integrada, equilibrada e completa. Que maravilha ver-se refletida em seus projetos... nos seus!

A viagem da vivência do feminino começa com a procura da identidade da mulher, a consolidação da família, a geração de projetos que favoreçam o papel que ela possui diante da vida e o compromisso social que lhe corresponde. A definição desta procura dará seus frutos e eles se multiplicarão, dando-lhe a oportunidade de transcender desde sua natureza, construindo a si mesma cada manhã, imprimindo força em cada palavra, paixão em cada meta e comprometimento em cada momento de sua existência.

Se ela não escutasse o chamado e decidisse trair a viagem própria que a espera, a vida cobraria sua fraqueza, traduzindo-se em esterilidade, debilidade, solidão e vazio. Quantas vezes a mulher se pergunta: “Por que me sinto tão sozinha?”, “Por que não reconhecem o que eu faço?”. A pergunta real seria: “Eu me valorizo?”.

A mulher completa, íntegra e confortável em sua essência não esquecerá o privilégio de seu ser feminino, potencializando-se a partir do amor e com o amor, a cada batida de seu coração. Então, trabalhará como mulher, se entregará aos demais como mulher e amará as outras pessoas como somente ela sabe fazê-lo, como um ser que foi chamado à vida para nela conjugar intuição e sabedoria, produtos de sua estirpe criativa e de sua entrega incondicional.

Ser mulher é um privilégio, mas também uma missão que se vive com força, paixão, luta e –sobretudo – com a convicção de que seu olhar pode mover e comover o homem amado, o pai admirador, a mãe orgulhosa de suas realizações e os filhos exultantes em contar com ela.

É a força da palavra que uma mulher exerce e que pode mudar o rumo da história. São as lágrimas de uma mulher que podem abrir um mundo de sensibilidade sublime além do âmbito terrestre.

Então, como mulheres, nossa tarefa se traduz em aprender a distinguir entre tudo que nos rodeia e o que levamos dentro. O que tem de vir e quais são os padrões arcaicos e velhos que devemos deixar morrer? Quais são aqueles que nos freiam e deprimem?. Viver a vida construindo nosso destino dia a dia, passo a passo e batida a batida do coração. Que cada momento se experimente como a interpretação de uma canção, conjugando nossa criatividade e força vital, dando-nos alma e espírito com nosso canto para não perder jamais de vista nosso ser feminino.




Ser mulher é::..

É ser “fera” sem deixar de ser bela,
É ser forte em toda dor,
É no frio dar seu calor,
É na fome ser alimento,
É no choro ser o alento,



Bom e maravilhoso dia pra você MULHER!
Rosane!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails