segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Voar...

imagem aqui



Voar

Frei Leonardo Boff




Passamos uma vida presos...

Qual pássaros em suas gaiolas!

Medo de amar!

Medo de olhar a vida de frente!

E naquele pequeno espaço,

cantamos nossas dores e sonhos!

Muitas vezes se abrem as portas de nossas gaiolas

Mas permanecemos ali acostumados...

Encolhidos...

Nas nossas vontades e sonhos!

Não tenhamos dúvidas!

À primeira oportunidade

devemos alçar o vôo dos falcões!

Calmo

Confiante

Determinado

Amar sem medo!

Brincar um pouco com a vida!

Não ter medo dos rochedos!

E sobre eles estender nossas asas

corajosas de falcões!

E sair em busca de nossos sonhos!

Como o Condor...

Tentar enxergar as pequeninas coisas à nossa volta

e saber apreciá-las!

Dando um sentido novo à nossa vida!

Não sermos como pássaros de gaiolas,

mas, Falcões e Condores do céu!

A cada dia existe uma renovação constante

E nunca um dia será como o outro...

Não há dores eternas!

Não há lágrimas eternas!

Não há perdas eternas!

Há sorrisos esperando-nos...

Dias de sol,

o abraço dos amigos, dos filhos.

E tantos sonhos lindos!

Um amor nos espera para voar... voar... voar...

Porque a vida é um recomeçar diário

De um vôo!

E gaiolas não foram feitas para pássaros!

Tampouco para Falcões!





Bom e maravilhoso dia para você!
Rosane!


5 comentários:

  1. Rô,
    O selinho da blogagem eu vou postar hj a noite assim q ficar pronto!!!

    Te vejo na blogagem!!!

    bjão

    ResponderExcluir
  2. Rô, que texto lindo!!! Foi muito bom falar contigo hoje pelo telefone, já tava com saudade da tua voz!!!

    Lindo texto!

    Que sua semana seja iluminada de amor e paz!

    Beijão, mãezinha querida!

    ResponderExcluir
  3. Ótimo contexto de blog! isso muito me agrada, vou te seguir com louvor!

    www.apimentario.blogspot.com

    www.bonequinhodeluxo.com

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Estou passando para avisar que iniciou a votação da brincadeira "mostre seu cantinho"!
    Boa sorte!
    Maura

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails