quinta-feira, 13 de agosto de 2009

" O Afeto está proibido!!!"




Levanta os olhos para o céu
Dá a sua mão...prometo não soltá-la
Os medos clamam por algum alívio
Ofereço o meu abraço...real e virtual
É pouco, mas é o que eu posso e quero dar
Reveste sua vida de leveza
Sonha de novo, caminha...segue em paz



ATENÇÃO POVOS DE TODA A TERRA!!! O AFETO ESTÁ PROIBIDO!!!

A partir de agora está decretada a proibição de todo tipo de manifestação de afeto, incluindo desde um simples aperto de mão até o abraço da paz. Também fica proibida toda reunião de pessoas em ambientes fechados, que possa "aglomerar" idéias, diminuir as dúvidas ou acalentar esperanças.
Confesso que isso me deixa triste e preocupada, afinal é fato constatado que vivemos em um mundo onde o auge do individualismo se sobrepõe a qualquer manifestação de afeto. Falta cuidado, falta olhar, falta paciência...o que mais sobra são as nossas faltas.Tenho pena de nós...tenho pena de mim...tão carentes do cuidado do outro, agora somos impulsionados a temer, mais ainda, a aproximação...o toque das mãos dos parceiros de luta que promete ajuda, o abraço que anima a vida.
E agora? O afeto está censurado e proibido. O nosso medo deu espaço para isso, deu voz para a paranóia que se instalou bem no meio do nosso cotidiano...doença que está, antes de tudo, no cerne de nossas almas.
Viver na perspectiva dos medos cria o inferno em nós e no outro...triste realidade de pessoas cansadas e aflitas, que contagiam o mundo.

MAS COMO VENCER OS NOSSOS MEDOS?

Os evangelhos nos mostram os encontros de Jesus com pessoas que se encantavam e se sentiam atraídas por aquele Homem. Pessoas que carregavam os pesados fardos das suas vidas...tinham medo, assim como nós. O medo humano que nos atinge hoje é o mesmo medo do povo da história de Jesus. O medo universal da doença, dentre tantos outros, ainda causa muita dor..."dor insuportável de sentir sozinho", com diz o nosso querido Pe Fábio de Melo.
Mas não estamos sozinhos nessa história. Jesus nos diz assim: "Vinde a mim todos vós que estão cansados e Eu vos aliviarei". Ele tinha a capacidade, incrivelmente humana e divina, de tirar aqueles que estavam perdidos na multidão e de colocá-los na mira do Seu olhar. A serenidade daquele momento fazia (e faz ainda) nascer a certeza de que tudo pode ser mudado...vida nova florescendo em meio às tribulações e pânicos desse mundo.
Precisamos nos libertar desses tempos de medos, procurando o olhar de Jesus que insiste em nos fazer ver tudo de outro jeito...precisamos colocar as lentes da esperança cristificada. Ele nos fala claramente na primeira carta de Paulo aos Coríntios, no capítulo 6, versículo 19: "ou não sabeis que o vosso corpo é templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus e que não sois de vós mesmos?"
Jesus tira você da multidão, chama para pertinho dEle...olha no fundo dos seus olhos e diz: A coisa não é tão feia assim...calma...seu corpo é território sagrado, perfeito e repleto da graça criadora. A doença, o contágio não tem poder sobre você, porque Deus te quer em completo bem-estar. Feliz daquele que crê nessa verdade e não confere poder ao mal que o medo traz ao corpo e à alma.
É isto...o que me fascina em Jesus é o poder do Seu olhar tirar os nossos medos...precisamos olhar para Ele...é como diz o poeta e como Jesus nos falaria: "Olha pra mim, não diga nada, nos seus olhos vai nascer a madrugada". Essa é a promessa de um Deus que nos quer na mais plena serenidade...tudo está na mais perfeita ordem, a tranqüilidade que guarda as madrugadas das nossas vidas garante o nosso equilíbrio.

EU PRECISO DE VOCÊ!!

Nos tempos dos nossos medos, precisamos de alguém com o "olhar da madrugada" para sentir segurança e aliviar os pesos. E, mais importante ainda, é urgente que tenhamos o olhar de Jesus para o outro...é necessário que possamos nos despir de toda indiferença para entrar no tempo daqueles que estão precisando de nós e, simplesmente, dizer: eu estou aqui, nessa sua dor eu seguro a sua mão...não tenha medo!
Acho que amar é isso...eu busco diminuir o medo que há em você e você atenua as cargas dos meus temores. É fato: estamos todos com MUITO medo! Então, vamos seguir, juntos, teimando, indo contra as recomendações lógicas do distanciamento preventivo, para buscar a aproximação que restaura as forças e a ressurreição da esperança de que tudo passa e, logo, a calmaria virá sobre as nossas vidas!

AS MUDANÇAS NECESSÁRIAS...

Enquanto isso, busquemos ouvir a voz de Deus que clama por mudanças!
A natureza está dando claros sinais de que algo precisa ser mudado... Deus nos fala nesses sinais. Estamos todos vulneráveis aos perigos que advém dos erros cometidos pelo ser humano no decorrer da evolução (ou seria involução?) da humanidade. Precisamos mudar o nosso estilo de vida!! Pandemias como essa gripe só revelam desequilíbrios que ficam encobertos por um determinado período de tempo, mas chega uma hora que a coisa desanda.
A ciência traz algumas respostas, medidas preventivas importantes, mas precisamos ver além disso tudo. Mudar o estilo de vida, o tipo da nossa alimentação, eliminar os nossos vícios...mudar o ritmo do nosso sono, do nosso trabalho. E, acima de qualquer mudança, precisamos buscar a cura através do acalento, do afeto embebido da força transformadora do Espírito de Amor que habita em nossos corações, mas que fica enfraquecido pelos medos modernos.
Você pode até me achar ingênua, mas eu acredito no poder que esse amor tem de nos livrar dos temores e de dissipar os vírus dos nossos medos. Por isso te digo, sem meias palavras e hipocrisias:


Levanta os olhos para o céu
Dá a sua mão...prometo não soltá-la
Os medos clamam por algum alívio
Ofereço o meu abraço...real e virtual
É pouco, mas é o que eu posso e quero dar
Reveste sua vida de leveza
Sonha de novo, caminha...segue em paz

Somos todos iguais nesses momentos...vivemos todos no mesmo planeta, habitamos a mesma casa chamada Terra...estamos todos "no mesmo barco"(furado, ou não!!?).

Fátima Regina Gouveia

OBS: Parte desse texto foi inspirado na pregação do Pe Fábio de Melo "Vencendo medos, alcançando vitórias", realizada na Canção Nova em maio de 2009.

Recebi por e-mail
Espiritualidade Inaciana



Dia cheio de luz, paz, amor e muito afeto para você!
Rosane!

Um comentário:

  1. Às vezes eu gostaria que fosse mais fácil viver sem depender do carinho das outras pessoas, mas ninguém é uma ilha e isto é a mais pura verdade!

    Lindos textos os que você escolheu hoje, mãezinha!!!

    Beijão

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails