quarta-feira, 24 de junho de 2009

PENSE E REFLITA

PENSE E REFLITA::..



A flor de lótus:
suas RAÍZES no lodo simbolizam - a condição física;
seu TALO, ascendente, - a busca intuitiva;
a FLOR, - a realização espiritual.
Fonte: Seleções Planeta nº11, pag 60.


Interexistência::..

Quando examinamos o coração de uma flor, vemos nele as nuvens, a luz do sol, os minerais, o tempo, a terra e todas as outras coisas que existem no universo. Sem as nuvens não poderia haver chuva, e não existiria nenhuma flor. Sem o tempo a flor não poderia desabrochar. Com efeito, a flor é totalmente formada por elementos que lhe são extrínsecos; ela não possui uma existência independente e individual. Ela "interexiste" com todas as outras coisas do universo.

A interexistência é um novo termo, mas estou certo de que em breve ele estará nos dicionários por se tratar de uma palavra extremamente importante. Quando percebemos a natureza da interexistência, as barreiras entre nós e os outros se dissolvem, e a paz, o amor e o entendimento tornam-se possíveis. Onde quer que existe o entendimento, nasce a compaixão.
do livro::..
Thich Nhat Hanh, em "Vivendo Buda, Vivendo Cristo".







Os quatorze preceitos da Interexistência "reflexões e ensinamentos budistas"


1. Não idolatre nem esteja amarrado a qualquer doutrina, teoria ou ideologia. Todos os sistemas de pensamento são meios de orientação e não a verdade absoluta.

2. Não pense que o conhecimento que agora detém é a verdade imutável e absoluta. Evite a tacanhez de espírito e ficar preso aos pontos de vista actuais. Aprenda e pratique o desapego relativamente a pontos de vista, de modo a estar disponível para aceitar o ponto de vista dos outros. A verdade encontra-se na vida e não no mero conhecimento conceptual. Esteja pronto a aprender durante a sua vida inteira e a observar a sua realidade e a do mundo em todas as circunstâncias.

3. Não force os outros, inclusivamente as crianças, seja de que forma for, a adoptar os seus pontos de vista, seja através do exercício da autoridade, da ameaça, do dinheiro, da propaganda ou da educação. Ajude-os, porém, a renunciar ao fanatismo e à tacanhez de espírito através do diálogo compassivo.

4. Não evite entrar em contacto com o sofrimento nem feche os olhos a ele. Não perca a consciência da existência de sofrimento na vida mundial. Arranje formas de ser solidário com aqueles que estão a sofrer, recorrendo a todo o tipo de meios, inclusivamente o contacto pessoal e as visitas, imagens e sons. Através destes meios, acorde e desperte os outros para a realidade do sofrimento existente no mundo.

5. Não acumule riquezas enquanto milhões de pessoas passam fome. Não tome como objectivos da sua vida a fama, a riqueza ou os prazeres mundanos. Viva de uma forma simples e partilhe tempo, energia e recursos materiais com aqueles que precisam.

6. Não alimente a raiva ou o ódio. Aprenda a penetrar neles e a transformá-los enquanto ainda não passam de sementes na sua consciência. Assim que a raiva ou o ódio surgirem, foque a sua atenção na sua respiração de forma a ver e a compreender a natureza da sua raiva ou do seu ódio e a natureza das pessoas que originaram a sua raiva ou o seu ódio.

7. Não se disperse e não se desconcentre daquilo que o rodeia. Pratique a respiração conscienciosa de forma a virar-se para aquilo que está a acontecer no momento presente. Sintonize-se com tudo o que seja maravilhoso, refrescante e benéfico, tanto dentro de si como à sua volta. Cultive em si as sementes da alegria, da paz e da compreensão, de modo a facilitar o trabalho de transformação a fazer nas profundezas da sua consciência.

8. Não profira palavras que possam gerar discórdias e fazer com que a comunidade se divida. Reúna todos os esforços no sentido da reconciliação e da resolução de todos os conflitos, por menores que sejam.

9. Não diga mentiras por razões pessoais ou para impressionar as pessoas. Não profira palavras que causem divisões e ódio. Não espalhe notícias de que não tem a certeza. Não critique ou condene algo sobre o qual não está seguro. Diga sempre a verdade e de forma construtiva. Tenha a coragem de denunciar situações de injustiça, ainda que aquilo que vai dizer possa ameaçar a sua própria segurança.

10. Não se sirva da comunidade religiosa para obter ganhos ou lucros pessoais, nem transforme a comunidade num partido político. No entanto, uma comunidade religiosa deve ter uma posição inequívoca contra a opressão e a injustiça e deve lutar para mudar a situação sem se envolver em conflitos partidários.

11. Não alimente uma vocação que é prejudicial à humanidade e à Natureza. Não invista em empresas que privam os outros da sua oportunidade de viver. Escolha uma vocação que o ajude a concretizar o seu ideal de compaixão.

12. Não mate. Não deixe que os outros matem. Descubra todos os meios possíveis de proteger a vida e de evitar a guerra.

13. Nada possua que deva pertencer aos outros. Respeite a propriedade alheia, mas impeça que os outros enriqueçam à custa do sofrimento humano ou do sofrimento de outros seres.

14. Não maltrate o seu corpo. Aprenda a tratá-lo com respeito. Não veja o seu corpo apenas como um instrumento. Preserve as energias vitais para a concretização do Caminho. A expressão sexual não deve ocorrer sem que haja amor e compromisso. Nas relações sexuais, tenha noção do sofrimento futuro que pode ser gerado. A fim de preservar a felicidade dos outros, respeite os direitos e os compromissos alheios. Tenha a perfeita consciência da responsabilidade de trazer novas vidas ao mundo. Medite sobre o mundo para o qual está a trazer novos seres.


fonte aqui







Que você que por aqui passa tenha um dia repleto de luz e graças
vindas do senhor!
Bom dia!
Rosane!

4 comentários:

  1. Voinha,
    refletir e agir é tudo que preciso depois de ler sua linda mensagem!!
    Te amo, vó!!!!


    *será que seus amigos estão gostando dq?? Ontem teve festa no condomínio onde eu moro, foi maraaavilhoso1!!! :D
    Pena que o mês de junho está acabando!! :S
    Te amo, voinha!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Que mensagem mais linda, Rô! Adorei. Vou passar aqui depois com mais calma para ler de novo e pegar para mim. E o principal: tentar exercitar todas essas coisa ditas no texto.

    Beijos!!! :-)

    ResponderExcluir
  3. Rô...
    Ultimamente só tenho feito refletir e refletir...
    Estou dentro de uma barra pesadíssima em casa!!!
    Venha me prestigiar no Vidas Linha
    http://vidaslinha.blogspot.com

    Bjo grande

    ResponderExcluir
  4. Oi Rô!
    Que saudades!
    Como vc está?
    Tive que copiar esse post maravilhoso com ensinamentos da mesma grandeza.
    Vou refletir compassadamente.
    Beijos

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails