segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Onde for vá para as estrelas!





© Rosana Braga


Numa dessas segundas-feiras em que a gente tem a impressão de que deveria ter ficado em casa, eu estava realmente irritada. Alguns obstáculos no trabalho, pouco tempo para muita tarefa e eu atrasada para um compromisso...

Saí dirigindo rumo ao meu destino; tensa, ligada no piloto automático. Parei no semáforo do cruzamento entre a França Pinto e a Domingos de Moraes, zona Sul de São Paulo. De repente, ouço uma voz do lado de fora dizendo:

- Posso cantar uma música para você?

Olhei assustada, pensando “Lá vem pedido de dinheiro, de novo!”. Fiquei constrangida em negar um pedido tão diferente e disse que sim, afinal ele tinha até o violão! Antes, ele avisou: é do Alceu Valença. E começou a tocar aquela, justamente aquela que eu adoro – La Belle du Jour.

O sujeito de pele morena, vestido de maneira extremamente simples, cantava só pra mim em plena tarde, na louca cidade. A cena era, no mínimo, mágica. Desliguei o rádio do carro; o celular tocou e eu não atendi. A voz dele ia apaziguando meu coração agitado.

Lembrei-me de que teria de dar o tal “trocado”, mas raramente ando com dinheiro. Encontrei na bolsa R$ 0,75 (isso mesmo: setenta e cinco centavos!). Quando ele terminou, eu estava um tanto atordoada com o encantamento provocado por aquela surpresa. O que um artista como ele estaria fazendo num semáforo, cantando em troca de gorjeta?!?

Sorri, agradecida por tão singelo presente e, ao mesmo tempo, chateada por ter tão pouco para “pagá-lo”. E ele ainda me disse, ao pegar as duas moedas:

- Muito obrigado por me ouvir. Você é muito simpática!

O semáforo abriu e fui embora, mas não consegui parar de pensar no que havia acontecido. Já não estava tensa. Todo o cenário do meu dia havia se transformado por causa daquele homem e seu dom. Eu me sentia a própria Belle du Jour.

Fiz aquele mesmo caminho durante vários dias depois, em horários diversos... mas nunca mais vi aquela ‘estrela’ com violão nas mãos e magias escondidas na boca para dar de presente a quem ele escolhesse.

Hoje, fico me perguntando se fora realmente um homem ou um anjo. Talvez fosse mais racional pensar que ele simplesmente migrou para outro semáforo qualquer, mas prefiro acreditar que tenha sido um anjo. Afinal, a vida é exatamente aquilo que acreditamos que ela seja.

Bem melhor, portanto, pensar em encantamentos, presentes, surpresas, anjos e fadas, como se a nossa história fosse enredo de um lindo filme campeão de bilheterias. Gosto de pensar que o Grande Diretor me convidou para ser a protagonista do filme que vivencio todos os dias, pois assim fica muito mais romântico, interessante, empolgante e inspirador.

E é por isso que, a despeito de qualquer tristeza, de todas as dores e os eventuais problemas, continuo acreditando no amor. E desejo que você também acredite, porque basta que desejemos o amor... e haverá amor!






Tenham uma semana repleta de vitórias, cheia da graça do Senhor!


Que Deus abençoe a todos(as) que por aqui passarem.


"Liberdade é o espaço que a felicidade precisa..."
"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,mas na intensidade com que acontecem.Por isso existem momentos inesquecíveis,coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis".

(Fernando Pessoa)
Bom dia!
Rosane!

12 comentários:

  1. E eis que o amor é a melhor de todas as leis, temos que acreditar sinceramente no amor e nessa vontade de viver!!
    Beijoos, vó!!!
    Viva o amor!!

    ResponderExcluir
  2. "Nossa!" foi o que deixei escapar ao ver que o menino cantou La Belle du Jour... Que história forte, real e de tão real, bela, triste e intensa que não parece ser realidade... Uma verdadeira crônica-poética que fez disfarças as lágrimas, sério mesmo, quando eu leio alguns textos eu costumo visualizar a cena, eu leio vagarosamente, não sou de ler rápido e ao ver a cena do menino negro cantando com uma voz lírica e triste La Belle du Jour num semáforo foi forte demais... E, puxa, eu não consegui e ainda não consigo me sentir confortado, ima tristeza imensa me veio, muita coisa me veio que prefiro não comentar... Mas isso me fez chorar por dentro...
    Enfim,
    bjos
    Leandro

    ResponderExcluir
  3. Bom dia mamããããããe lindona! Boa semana viu? Te amo!

    ResponderExcluir
  4. Estou cada vez mais convencido de que sem o amor nada tem sentido.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  5. Vovó, que história mais linda!

    Às vezes as coisas acontecem e nós nem nos damos conta. Ela poderia muito bem não ter dado importância ao homem que foi cantar pra ela, poderia ter pensado que ela era só mais uma a quem ele estava só pedindo dinheiro, mas não, ela interpretou isso com o coração e tudo ficou mais bonito. E que assim seja para todos nós.

    Beijos, minha vovó tão amada!

    ResponderExcluir
  6. Que lindooooooooo!!!
    Eu acho que era um anjo sim!!!

    Beijão, mãezinha querida!

    ResponderExcluir

  7. Em se tratando de uma pessoa maravilhosa e com tão bons sentimentos como tu, acho que foi um anjo mesmo!
    Adoro aquela música!
    Bjim, boa semana!

    ResponderExcluir
  8. Rô, acabei me transportando até o local indicado na história, tentando visualizar a cena, ouvir a música... Parece mesmo algo sobrenatural, imaginário, ainda mais numa cidade tão louca como Sampa! rsrs

    Beijão! Tenha também uma bela semana! :-)

    ResponderExcluir
  9. Boa noite,senhora

    Belo texto!Parabéns!

    Estou convidando a todos que comentaram no Blog do senhor P.Winter ,MEIAS E CUECAS no dia 12 de outubro para dar um pulo no meu Blog e tomar ciência do meu post.Creio que devo isso a todos,
    Obrigado
    Atenciosamente
    Alvaro

    ResponderExcluir
  10. Que experiência fantástica essa do cantor e você. Também já me aconteceu de alguém fazer algo assim e eu nao estar com a bolsa, pois quando vou buscar os filhos na escola nao costumo levá-la. Ele salvou o seu dia, nao?

    Estou vindo aqui te convidar para um assunto bem interessante. Quem sabe você também vai aderir. Passa lá no meu blog para saber mais. Acredito que você tenha muita coisa para contar.

    Obrigada

    ResponderExcluir
  11. Anjos estao em todo lugar, basta abrir os olhos podem estar onde voce nem imagina.
    Eu encontrei um, e este esta comigo me protegendo sempre!!
    Agradeco a Deus todos os dias o presente que ele me deu ...

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails