sexta-feira, 29 de agosto de 2008

A aceitação!





Meu filho Nandinho, filho caçúla, aquele que todos dizem ser o mais mimádo, o mais querido, mas não o é, pois amo cada um dos três da mesma forma e com a mesma intensidade. Está de partida hoje para a Europa, não para ficar, mas para passear e visitar sua cunhada que mora na Alemanha. Junto dele vai também minha nora a Pri e meu netinho Mateus. a saudade já se faz muito grande aqui dentro do meu peito, mas é bom saber que eles estão realizando um grande e maravilhoso sonho. E eu agradeço a Deus por eles terem essa maravilhosa e tão planejada viagem.
Me sinto meio que triste pois adoraria poder ir até o Aeroporto me despedir deles, mas como não me foi dada essa graça, fico por aqui aguardando ansiosa a volta deles, com meu coração apertado e ao mesmo tempo feliz.

Pensei muito está noite e descobri depois de ler o texto abaixo, tão bem refletido pela autora, que o Senhor em sua graça e infinita misericórdia me concedeu o Dom da aceitação e por isso lhe dou graças. Aceitação é um dom maravilhoso, ela nos ajuda a sofrer menos e a seguir em frente buscando sempre na oração e com sabedoria ir resolvendo os problemas que temos que enfrentar no dia a dia, tirando sempre de cada um deles lições e depois poder dividir as nossas experiências com os irmãos.

Minha estrada já está determinada pelo Senhor então o que importa é que eu chegue no final dela e alcance a vida eterna no Reino de Deus.
Não deixem de ler o texto abaixo, me ajudou muito a suportar as minha dificuldades...






A aceitação
- Letícia Thompson -



As adversidades chegam quando menos esperamos. Elas não se anunciam, como as grandes tempestades ou os vulcões, elas aparecem, simplesmente. Nos pegam de assalto, nos deixam estáticos, sem reação.
E nós que pensávamos que certas coisas só aconteciam com os outros, sem nunca refletir que somos os outros de outros! Estamos sim, debaixo do mesmo céu, sujeitos às mesmas ventanias, aos mesmos vendavais, somos tão vulneráveis quanto quaisquer outros seres humanos.
Mas aprendemos que vida é luta e por isso lutamos. Utilizamos todas as armas colocadas à nossa disposição e com a permissão de Deus.
Deus!!! Ah, sim... nos lembramos dEle com mais freqüência. Todas as pessoas não possuem essa habilidade de cada manhã e cada noite chegar aos pés dEle para agradecer pela saúde, pela felicidade, por que tudo vai bem. Mas quando o mundo cai na nossa cabeça é como se descobríssemos essa verdade irrefutável: Deus existe!
E com o coração dolorido e cansados, continuamos lutando, fazemos nossa parte, tentamos segurar a vida até que nos sentimos impotentes e nos dizemos que nada mais há a fazer.
Seria preciso termos a paciência de Jó para esperarmos com a certeza que dias melhores virão.
Portanto, há ainda, com o sopro de vida, uma última esperança: a oração! Quando achamos que perdemos tudo, podemos ainda dobrar os joelhos para chegarmos à presença de Deus.
É difícil aceitar o sofrimento e a dor, mas a aceitação é o primeiro passo para melhor vivê-los, suportá-los e, quem sabe, vencê-los. Não somos assim tão diferentes dos outros, não possuímos casas construídas sobre rochas e somos vulneráveis, precisamos reconhecer isso antes de tudo. Somos humanos. Humanos e dependentes dAquele que nos criou.
Muitas vezes é necessário cairmos para que reconheçamos o quanto precisamos de uma mão; é preciso uma doença para aprendermos o valor da vida, para que saibamos o que significa união, como um balde de água fria na nossa cabeça que nos acorda e nos deixa mais atentos. Olhamos mais à nossa volta, percebemos que nossos sentimentos são mais sólidos e visíveis do que pensávamos, despertamos, talvez, para pessoas que estavam perfeitamente invisíveis aos nossos olhos.
A dor une muito mais que a felicidade, porque as pessoas procuram apoiar e se apoiar. E ela nos abre os olhos para Deus.
Não... tudo não está perdido! Mas nem sempre a solução é a que esperamos ou desejamos. É preciso que, com joelhos no chão e coração aberto possamos estar prontos para receber, não o que merecemos, mas o que precisamos, que seja a cura, a vida ou a consolação.
Jesus aceitou a cruz porque sabia que seria vitorioso. E que, hoje, possamos aprender com Ele a aceitar nossos fardos, não como castigos, mas como lições de vida, dessas que vamos descobrindo devagarinho, que doem, mas que nos levam adiante, sempre vitoriosos, porque sabemos que não carregamos sozinhos.


Quem teme o Senhor está aprendendo a ser sábio.provérbios 15.33




6 comentários:

  1. Rô querida! O Nandinho volta logo e ainda mais feliz dessa viagem, você vai ver!
    O texto da Letícia eu já conhecia e me ajudou muito uma vez também!

    Vou ver se te ligo daqui a pouco, só falta eu encontrar o número que não sei onde enfiei...rsrsrsrsrsrs

    Beijão, mãzinha querida!

    ResponderExcluir
  2. O tempo vai passar rápido. E quando eles voltarem você vai mima-los mais ainda e eles também. Provavelmente mostraram fotos e contaram sobre a viagem linda que eles vão fazer. Fique tranquila. Que bom que você assinou o a abaixo-assinado e mandou para sua rede de amig@s. Obrigada! Bom final de semana e descanse!

    ResponderExcluir
  3. Rosane, querida Rosane, obrigada por tanto carinho!
    Encanto-me com suas palavras a cada vez que tenho a benção de visitar essa sua casa tão aconchegante. Voce posta textos tão oportunos, em momentos tão precisos...
    Meus últimos e primeiros pensamentos sempre são para o Deus bendito que tanta compaixão e amor tem dedicado a mim.
    Rosane, lembrei do Pequeno Principe, de Exupérry...
    Precisamente a parte em que a serpente esclarece ao principezinho toda a emoção da espera pelo encontro ou reencontro. Fiquei relacionando isso com a saudade que vc sentirá dos seus. Haverá um reencontro, e esperar por ele, ansiosamente, todos os dias, fará com que se torne mais sublime!
    Tem presente pra vc lá no blog.
    Bom demais vir aqui.
    Um grande beijo pra vc e pra maridão querido. Voces sãolindos.

    ResponderExcluir
  4. Minha já muito amada Rô, há almas que são um "presente" do Deus Amor em nossas vidas, e digo-lhe agora, que sinto fortemente isso em relação a você, no meu coração...Também acredito que Deus une aqueles a quem quer pela mão...Também sinto isso...E às vezes me pergunto quando isso acontece, "Como pode isso, Senhor?"...E somente na fé a explicação é possível...Então, querida, Graças ao Bom Deus pelo nosso encontro!!!...Não se preocupe, já estou rezando! Imediatamente ao ler sua mgem.E confio em Deus Amor e na Mãezinha que seu filhote, nora e netinho viajarão bem, passearão muito e voltarão muito felizes. Pedirei insistentemente que Eles os levem pela Mão Bendita e os proteja e guarde por todo o tempo até o seu retorno, e depois tb mesmo quando não pedirmos por algo específico. Sempre faço esta oração por meus filhos e a farei agora pelos seus como se pedisse pelos meus. Sim, rezemos juntas e façamos "um querido barulho" no Céu de amor! Tenho certeza de que nosso Abbá não deixará de ouvir as súplicas de duas mães e Nossa Senhora também, pois era Mãe. E não se esqueça nunca do que Jesus falava a Santa Consolata: "A confiança absoluta tudo rouba de Meu Coração!" Então, amada, sejamos duas "ladras do Coração Amoroso" em favor dos seus pedidos, confiando cegamente que já fomos ouvidas. Por favor, vá me dando notícias. E nas suas orações não se esqueça dos meus filhotes também. Jesus e Maria lhes abençoe muito e velem especialmente por seus filhos e netinho! Com amor e mil bjos!

    ResponderExcluir
  5. Rô, deixei este comentário lá no post da Du, mas achei que poderia trazê-lo pra cá também. Espero que não se importe. :-)

    "Rô, fico aqui torcendo por você, que consiga iniciar um tratamento e parar de ingerir essa fumaça que só lhe traz malefícios. Mas não digo isso como forma de lhe pressionar ou dar bronca. Pelo contrário, falo com carinho, ternura e admiração por ti, pois posso imaginar o quanto isso lhe constrange. :-)

    Mais pra frente, após alcançar seu intento, vamos rir disso tudo e comemorar sua vitória! \o/ \o/ Fique tranqüila! Te adoro!!"

    Beijão! Fique bem, sempre! :-)
    Juca

    ResponderExcluir
  6. Eu sei que a saudade é inevitável, mas ele está feliz. Isso é o mais importante de tudo.
    E vó, é só uma viagem!
    Fique bem
    Fique com Deus
    beijos

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails