quinta-feira, 12 de junho de 2008

Para meu eterno amor feliz dia dos namorados

...”Deixarei de correr por vales e gargantas, se, na tranqüilidade de minhas águas,
Houver o espelho nítido e profundo
Onde se reflita o gesto de tuas mãos
E a graça do teu rosto.
Então adormecerei no fundo de mim mesmo
E sobre meus olhos abertos para a eternidade”

... Paulo Bonfim

Amor maduro

O amor maduro não é menor em intensidade. Ele é apenas silencioso. Não é menor em extensão. É mais definido, colorido e poetizado. Não carece de demonstrações: presenteia com a verdade do sentimento. Não precisa de presenças exigidas: amplia-se com as ausências significantes.
O amor maduro tem e quer problemas, sim, como tudo. Mas vive dos problemas da felicidade. Problemas da felicidade são formas trabalhosas de construir o bem e o prazer. Problemas da infelicidade não interessam ao amor maduro.
Na felicidade está o encontro de peles, o ficar com o gosto da boca e do cheiro, está a compreensão antecipada, a adivinhação, o presente de valor interior, a emoção vivida em conjunto, os discursos silenciosos da percepção, o prazer de conviver, o equilibrio de carne e de espírito.
O amor maduro é a valorização do melhor do outro e a relação com a parte salva de cada pessoa. Ele vive do que não morreu mesmo tendo ficado para depois. Vive do que fermentou criando dimensões novas para sentimentos antigos, jardins abandonados, cheios de sementes.
Ele não pede... tem. Não reivindica... consegue. Não percebe... recebe. Não exige... dá. Não pergunta... adivinha. Existe para fazer feliz.
O amor maduro cresce na verdade e se esconde a cada auto-ilusão. Basta-se com o todo do pouco. Não precisa e nem quer nada do muito. Está relacionado com a vida e sua incompletude, por isso é pleno em cada ninharia por ele transformada em paraíso.
É feito de compreensão, música e mistério. É a forma sublime de ser adulto e a forma adulta de ser sublime e criança. É o sol de outono: nítido mas doce..., luminoso, sem ofuscar..., suave mas definido..., discreto mas certo. Um Sol que aquece até queimar.

(Artur da Távola)


8 comentários:

  1. Mamãe!!!
    Feliz dia dos namorados para os meus exemplos de namorados!
    Amo vc e papai viu?
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Lindo, lindo, lindo!!! Será que um dia eu terei um amor assim, mãezinha? Quem sabe, né?

    Te amo, feliz dia dos namorados ao lado do teu amor.

    ResponderExcluir
  3. Lindo!
    Meu pai acabou de dar flores pra minha mãe! =)
    Já são 46 anos de casamento, entre trancos e barrancos, mas no dia dos Namorados ele sempre a presenteia!
    Acho tão lindo!
    Parabéns pra senhora também! ;]
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Nossa Rô,

    lindo isso!
    Belo exemplo você tem nos dado!
    Parabéns de verdade!
    E claro só alegrias pra vocês!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Feliz di a do amor ontem e hoje é Santo Antônio...bom findi amiga!

    ResponderExcluir
  6. Querida, como eu sou feliz por você ser tão feliz!!! Parabéns por esse amor maduro que contagia todos nós... è por você que eu aposto que a FELICIDADE E DESSE MUNDO SIM!
    Tudo de bom pra vc sempre, sempre, sempre!!!

    ResponderExcluir
  7. Que bela homenagem, Rô! Parabéns a vocês, por tanto amor e dedicação!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi Rô!!

    Que coisa maravilhosa esse post! Sem palavras!... Lindo, lindo, lindo!!!

    Que seu amor seja sempre eterno!!! Felicidades!!!

    Beijos, vovó Rô e vovô Barba!!!

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails