quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Blogagem Coletiva - Combate a Febre Amarela -

A convite do Blog da Luma hoje tá ocorrendo uma blogagem coletiva idealizada pelo blog ou site, Amigos da Blogosfera, em combate a Febre Amarela. Já comentei a respeito aqui no blog, mas como se trata de uma coletiva, resolvi participar com outro post, o qual li e gostei muito e tomo a liberdade de colocá-lo aqui também. Espero já estar colaborando com a campanha também. Deixo meu testemunho aqui, tomei a vacina no dia 18 próximo passado, e não tive reação alguma, portanto quem vai viajar para áreas de risco com eu, que irei para Goiás nos meados de Fevereiro, não quero arriscar, já que tem que ser então que seja.

Desde 1986, quando foi registrado o primeiro caso de dengue no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro, qual é o brasileiro que vive sossegado no verão quando o traiçoeiro mosquito "aedes aegypti" aparece com o ferrão afiado pronto para sugar o sangue de suas vítimas? Aliás, ensinam os cientistas, a verdadeira transmissora da doença é a “mosquita”, porque o macho é inofensivo, só se alimenta de plantas. Tinha que ser logo a fêmea?

Bem, com a descoberta do vírus que transmite a doença através da mordida da fêmea "aedes aegypit", não é de hoje que os médicos concluíram que não há vacina contra a dengue. O único jeito é a prevenção. E assim, entra ano sai ano e nada muda. Campanhas e mais campanhas são exibidas na mídia, os telejornais mostram as mesmas reportagens ensinando que é necessário colocar tampa na caixa d'água, limpar e desentupir as calhas, manter garrafas com a boca para baixo, impedir o acúmulo de água em pneus e em pratos dos vasos de plantas, etc. etc. etc.

É uma velha cantiga que todo mundo já sabe de cor. Não fosse pela necessidade de mostrar serviço e alimentar as agências de publicidade, o governo nem precisaria gastar dinheiro com novas campanhas. Bastava repetir a do ano anterior, já que o verão é o mesmo, o mosquito é o mesmo e os cuidados são os mesmos. É ou não é?Os técnicos de saúde são pouco otimistas em relação ao controle da doença.

Como não há, por enquanto, dizem eles, perspectiva de uma vacina ou medicamento específico, o jeito é trabalhar no sentido de conscientizar a população. E informam que a dengue se manifesta de quatro formas, três das quais atacam no Brasil e a quarta, a mais grave, ainda não chegou em nossa terra. Faz suas vítimas nas terras de Chávez e das FARCs. Que estão assim, ó...mui amigos.

Neste 2008, o pesadelo é maior porque a febre amarela reapareceu neste verão brasileiro. O agente transmissor e o modo de transmissão é examente o mesmo da dengue. A tal mosquitinha "aedes aegypti" pica alguém que tenha a doença e depois vai picar outra, e assim sucessivamente. Muito perigoso, não? Pode virar uma epidemia, tomara que não.

Falar em febre amarela, é lembrar do brilhante médico sanitarista brasileiro Oswaldo Cruz (1872-1917), respeitado internacionalmente. Ele fundou o famoso instituto que leva o nome dele, no Rio de Janeiro, e foi um combatente sem trégua do mosquito transmissor da doença. Graças ao seu trabalho incansável, a doença foi erradicada nas áreas urbanas. Oswaldo Cruz criou no século passado os batalhões de mata-mosquitos, funcionários uniformizados do Ministério da Saúde que iam de casa em casa com uma bandeirinha amarela espalhando produtos que eliminavam os focos dos insetos transmissores de doenças.É claro que as condições sanitárias atuais não são as mesmas de quase um século atrás, mas quem sabe o caminho seguro para prevenir não seja o de um combate sistemático de casa em casa?::

Leila Cordeiro

Está reportagem foi lida no BLOG ALMAS DOURADAS, eu indico, um blog fantástico e de muito bom gosto.

8 comentários:

  1. Rô, adorei a abordagem sobre a doença. A Leila fez um texto simples e humorado, mas que mostra o que é preciso fazer: a responsabilidade é toda nossa, temos que estar sempre atentos com acúmulo de água, não adianta esperarmos só pelo Governo. Muito bel colocado também este gasto desnecessário todo ano. Parabéns à Leila e parabéns a você pela participação na blogagem coletiva.

    Beijão!
    Juca

    ResponderExcluir
  2. Ops, leia-se "Muito bem colocado...".

    ResponderExcluir
  3. Oi, vovó mãezinha do coração!
    Não tive tempo de participar dessa blogagem, mas seu post ficou excelente!

    Beijos minha linda!

    ResponderExcluir
  4. Oi minha linda, tudo bem?
    Sempre muito prazeroso vim te ver, além de ler coisas bonitas a gente se mantêm informada! Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Rô, vc na verdade foi a pioneira, pois antes dessa blogagem de hoje vc já tinha abordado (na semana passada) este tema tão importante! Por essas e outras é que eu adoro estar aqui! Eu já disse que seu blog está cada vez melhor?

    Ah, enviei um e-mail para vc com o texto e a figura do meu post de hoje, caso vc precise, ok? Qualquer coisa me avise! E mais uma vez obrigada por tudo, querida!

    Mil beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. RÔ, deixei dois selos de presente pra você lá no Norte!

    Beijos querida!

    ResponderExcluir
  7. Isso sim é um post mais que excelente, com uma visão inebriante!
    Parabéns!
    Fico impressionada com a diversidade de idéias nessa blogosfera de meu Deus! A riqueza de informações me encanta!

    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  8. Adorei muito seu post e também de ter conhecido seu blog.

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails