segunda-feira, 30 de julho de 2007

Que frio é esse


Eu acredito que não faça um frio tão intenso assim desde que meus filhos, Hevi e Nando nasceram. Estou com tanta roupa que estou me sentindo enorme. Só de meias tenho duas, blusas três, calça de moletom, e uma manta sobre as pernas. Não consigo descer para trabalhar um pouco em meus artesanato, a parte de baixo da minha casa onde fica meu atelier, tá muito gelada. E para fazer o jantar então, que água fria as mãos chegam há congelar.







Falando em jantar advinha quem vem para o jantar? Sim isso mesmo ele o "Cara", meu Mateus, afinal depois de 15 dias que meu marido não o vê, hoje ele vai vê-lo, é que ele estava fazendo um curso, e não conseguiu ver o Mateus semana passada quando ele veio.







Aquela tristeza de sábado ainda está latente, mas sei que vai passar, porque tudo nesta vida passa.



Tenho muitas coisa para fazer, principalmente pensar um pouco mais em mim mesma, cuidar mais da minha saúde que não anda lá essas coisas, estou muito sedentária, me alimentando mal, pensando demais nos filhotes, no maridão que trabalhando muitoooooo, preocupada com ele mesmo, tenho muito temor de perde-lo, então o jeito é tratar de mim e dele.



Quero ficar mais tempo ao lado dele, aproveitar todos os minutos de nossas vidas, porque esta é muito curta.



Mas, estou feliz, sou feliz, e essa tristeza não pode deixar me abater, para que os que se aproximem de mim se sintam felizes também essa é minha grande missão. O resto eu vou tirando de letra.



"TUDO POSSO NAQUELE QUE FORTALECE " EF.4

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails