segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Ecumenismo - Sem ter vergonha de ser feliz -

Por não ter vergonha de ser feliz e ser adepta do Ecumenismo , é que me encanto com textos, como o abaixo, do Rev.Derval Dasilio que acompanho no site Pão Quente Diário. São textos com uma reflexão muito profunda e que me ajudam no meu dia a dia, principalmente quando faço meus Exercícios Espirituais de Santo Inácio ou Exercícios Inacianos.
Ser feliz e estar feliz, é meio que uma maneira de agradecer ao Senhor por toda sua MISERICÓRDIA.
Só o fato de acordar todos os dias e poder ver as maravilhas criadas por Ele, respirar o Ar que me faz viver, ter saúde, ter constituído minha família, meu lar, amigos e muito mais...
Isso me basta para dizer:-

- SOU FELIZ E NÃO TENHO VERGONHA DE SER! -




imagem aqui



Sem ter vergonha de ser feliz



“Qual o homem que não ama sua vida, procurando

ser feliz todos os dias...”.

( Livro dos Salmos 34,13)

“Faz escuro, mas eu canto...”, (Lutero).



No coração do evangelho de Lucas podemos concluir a centralidade da alegria de Jesus na missão de Deus (um sentimento de alegria que gera festa: é o pastor que reencontra a ovelha perdida; é a mulher que exulta quando a moeda perdida é encontrada; é o pai que vai ao encontro do filho perdido,o pródigo, para homenageá-lo com a Graça, em festa e grande alegria; sugxárete moi=alegrai-vos comigo, diz Jesus a cada feito). “Viver e não ter a vergonha de ser feliz, cantar a beleza de ser um eterno aprendiz...”, poetas e cantores proclamam a alegria de viver (Gonzaguinha). Saint-Exupéry dizia: “o maior prazer é o prazer de conviver”. A ética da do cuidado começa e finaliza, portanto, na alegria do bem, no desejo do bem, na felicidade e no prazer de fazer o bem.


Antes de contrair a doença mortal da ambição, quando o homem se sentia feliz, tranquilo e seguro, sem ganância de poder, nem pensava numa felicidade comercializável, que permite vender a graça como uma mercadoria num balcão, o salmista já dizia: A ira de Yahweh dura um momento, e seu favor pela vida inteira. Pela tarde vem o pranto, e pela manhã gritos de alegria (Salmos 30,6). O mais alto ideal cristão está aqui: a felicidade, a bem-aventurança eterna. Deus cuida de seus filhos e filhas através de nós. Sejamos felizes por isso.


A felicidade não se compra, mas é sempre buscada. Como uma “ave peregrina” que pousa às vezes em nossa janela, mas que escapa no momento exato em que queremos domesticá-la, como nos lembra um ensinamento budista. Damos muitas voltas pelo mundo: buscamos “ter”, “saber” e “poder”. Contudo, através desses poderosos verbos auxiliares da propriedade, da potência, da sabedoria, buscamos ser felizes (Luiz Carlos Susin). Dificilmente alcançamos esse fim, no entanto. A manhã nunca chega, por esses meios.


A felicidade está ligada ao prazer de um sorriso, inclusive, como o da criança que brinca feliz com a areia sem pressentir que é, já, um esboço do que vai ser o “homem (que) pode ver um mundo num grão de areia e um céu numa flor silvestre, / segurar o infinito na palma da mão / e a eternidade em uma hora”, como dizia William Blake. Tantos conteúdos da “alegria de viver”! A ética mais rudimentar e mais sincera é a que envolve o prazer como forma de ser feliz. Aí está a primeira liberdade e o primeiro amor à vida, a primeira consciência da honestidade. Creio que Kant poderia ter dito isso, se não disse, em sua ética exigente de sinceridade, de verdade contra a hipocrisia ou a ambiguidade de todos nós, da colocação do dever acima de tudo: é um prazer ser honesto!


Haverá outras formas de se expandir a felicidade, como, por exemplo, a felicidade de se dedicar a uma causa de justiça, de trabalhar em favor da cooperação e da solidariedade com os que não têm nada, de aprender da gente do povo, que vive feliz em sua sabedoria sem ganância, de fazer alguém feliz e até de sofrer pela pessoa amada. Mas são como que degraus sobre a estrutura básica do prazer. A primeira alegria é a de viver. O mais alto ideal ético, o de viver em comunhão, não dispensa, mas exige o prazer. Luiz Carlos Susin disse isso. E eu assino em baixo.


Rev. Derval Dasilio - Igreja Presbiteriana Unida

fonte aqui


Bom e maravilhoso dia para você!
Não tenha vergonha de ser feliz!
Rosane!


8 comentários:

  1. Que bela postagem... é isso ai.. vamos seguir sem ter vergonha de ser feliz!!!
    Uma ótima semana a vc!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu também sou adepta ao ecumenismo.
    E este texto nos lembra da palavra solidariedade que é para qualqur religião ser praticada.
    E ainda completa que tudo devemos fazer para sermos felizes.
    Gostei muito
    com carinho Monica

    ResponderExcluir
  3. Seguir em frente, cabeça aberta ao Bem e ao Bom...Sem rótulos..Linda mensagem.beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. muito legal esta postagem parabens \o/\o/\o/\o/\o/

    ResponderExcluir
  5. Rô, achei que não estaria postando por esses dias e quando vi,tinha atualização no reader!

    A felicidade é proporcional ao bem que praticamos, já que 'ninguém é feliz sozinho'.

    Boa semana! Beijus

    ResponderExcluir
  6. BOA NOITE, Rô

    Por muito tempo eu acompanhava o Pão Quente desta igreja, pela internet. Cheguei entrar em contato com um dos integrantes.

    Eles têm reflexões muito boas.

    Vale a Pena.

    Uma abençoada noite e um lindo amanhecer para você e todos que aqui vierem,

    Fiquem com Deus,
    Beijos,

    ResponderExcluir
  7. oi Rô! que bom ler estas palavras - eu me intitulo religiosa humanista - fui criada na igreja católica e tudo mais.. mas há controvérsias, já fui em outras religiões, mas nenhuma me bateu - eu gosto mesmo de fazer como jesus fazia e o me santo preferido(que é hoje o dia) o são francisco - eles viviam no meio dos pobres e doentes - acho que isto é a verdadeira oração> e ver todos os lados de cada religião - sem tentar me converter - pois não gosto disto - da obrigação de arrebanhar para sua religião - isto é lavagem cerebral - já tive várias magoas por isto - por isto gosto tb do ecumenico - solidariedade - é por aí que está a verdadeira igreja!nós msmos fazendo o bem a quem precisa!
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi florzinha de pessego, que lindo post totalmente voltado ao que JESUS NOS ENSINOU... AMAI-VOS UNS AOS OUTROS... parabens... tem um selinho do dia das crianças no mimos do quintal pega -la.... beijinhos

    Mônica

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails