terça-feira, 28 de abril de 2009

- BLOGAGEM COLETIVA -


O FILME DA MINHA VIDA -


TOMEI A LIBERDADE DE COLOCAR O POST NO DIA DE HOJE POR MOTIVOS DE SÁUDE




O FILME DA MINHA VIDA

UMA INICIATIVA DO BLOG

CLIQUE NA IMAGEM E PARTICIPE

Este filme fez e faz parte de minha. Já assiste mais de trinta vezes, com certeza, ao longo de minha vida, e olha que tenho cincoenta e três anos. O original para mim foi o mais lindo. dia desses revi o filme numa edição mais nova, mas não gostei. O livro, como sempr é bem melhor que o filme, muito mais envolvente. Pena que que minha mãe quando mudou para uma outra cidade, quando papai morreu ela não quis guardar nada e deu a maioria dos livros que ficavam guardados pelo meu pai aqui em casa. pena porque se foram muitos, aos poucos tenho tentado readquirir os que mais gostava, mas está muito difícil, são caros por demais, mais vou conseguir.

Bom então coloco para todos o FILME DA MINHA VIDA

DR .JIVAGO

FONTE AQUI


Épico baseado no romance homônimo de Boris Pasternak, Dr. Jivago virou fenômeno. As platéias se emocionaram com a história de um médico e poeta que inicialmente apoia a revolução Russa, mas, aos poucos, se desilude com o socialismo e se divide entre dois amores: a esposa Tania (Geraldine Chaplin) e a bela plebéia Lara (Julie Christie). O Tema de Lara (Lara's Theme), composto por Maurice Jarre, virou um clássico do gênero.Dr. Jivago` é um filme vencedor de 5 Oscars, além de ter recebido outras 5 indicações (os vencedores são na maioria técnicos). O elenco do filme não teve grande reconhecimento, mas é muito eficiente. O protagonista Omar Sharif atua muito bem, assim como Geraldine Chaplin. Já Julie Christie, não consegue dar o carisma necessário para a personagem, e acaba passando seca. `Dr. Jivago` é um filme bem tratado visualmente, mas que pecou por sua história ser muito rasa, mesmo com as três horas de duração. Se você procura um grande épico sobre a vida e paixões, prefira os já citados `...e o vento levou` ou o `Assim Caminha a Humanidade`, garanto que a experiência será mais emocionante e interessante. Simplificando: Jivago é um bom filme, mas não vale 3 horas!

O romance de Pasternak foi aclamado quando de sua publicação, em 1958, como um ousado desafio à censura russa. A política, porém, é apenas pano de fundo como eln E o Vento Levou... a ideologia jamais passa para primeiro plano. Na verdade, a história começa na Rússia czarista, passa pela devastação da Primeira Guerra Mundial, o caos da Revolução Bolchevique, a Guerra Civil Russa, os expurgos e crises dos anos 20 e 30.Mas, - assim como a maioria dos filmes do Lean -, existe uma qualidade neste filme que é inquestionável: Sua produção! Tudo é tão grandioso é belo; a fotografia de Freddie Young é extraordinária e é ajudada pela detalhista direção de arte, que também consegue uma união perfeita com o figurino; e ainda temos como grande destaque a soberba trilha sonora comandada por Maurice Jarre. Visualmente, foi mais um trabalho lindo de Lean, mas na parte de história, o filme deixa a desejar.

O filme conta em Flashback há história de Yuri Zhivago (Omar Sharif), um então garotinho que perdeu a mãe ainda quando criança e se mudou para Moscou. Em Moscou já adulto, ele se forma como médico e ainda se demonstra um grande poeta. Enquanto isso, acompanhamos também o rumo da vida de Lara (Julie Christie), a mulher que Yuri se apaixona. Ela tem uma vida bem traumática, logo aos 17 anos, Victor Komarovsky (Rod Steiger), um político arrogante, tenta forçar um caso com a garota. Neste mesmo período, ela é comprometida com um idealista chamado Pasha Strelnikoff (Tom Courtenay), que entra mais tarde na história novamente. A visão poética de Lean oferece imagens inesquecíveis. São marcantes cenas como a da estrela vermelha brilhando sobre a entrada do túnel no qual entram e saem trabalhadores, outra em que uma criança surge através da vidraça gelada na qual os galhos batem, o ataque da cavalaria contra os bolcheviques ou a maneira que os flocos de neve se transformam em flores, e uma flor se transmuta no rosto de Lara.

ELENCO
Omar Sharif...Julie Christie...Geraldine Chaplin...Rod Steiger...Alec Guinness...Tom Courtenay...Siobhan McKenna...Ralph Richardson...Rita Tushingham...Jeffrey Rockland.
Yuri ZhivagoLaraTonyaKomarovskyGen.Yevgraf ZhivagoPasha/StrelnikovAnnaAlexander GromekoThe GirlSasha

FICHA TÉCNICA
Título original: Doctor Zhivago
Gênero: Romance/Epico
Origem/Ano: EUA/1965
Duração: 200 min
Direção: David Lean






CURIOSIDADES:=

O filme foi proibido na Rússia até 1994.
Omar Sharif tinha pedido ao diretor David Lean para fazer o papel de "Pasha" e ficou surpreso quando ele o convidou para o papel título.
O ator que fez o papel de jovem Yuri é o filho de Omar Sharif na vida real.
David Lean originalmente queria
Marlon Brando no papel de "Victor Komarovsky" e lhe enviou o roteiro, mas Marlon Brando jamais lhe respondeu.
As filmagens foram realizadas na
Espanha, durante o regime do general Francisco Franco.

Principais prêmios e indicações

Oscar 1966 (EUA)
Ganhou cinco prêmios, nas categorias de Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Direção de Arte - A Cores, Melhor Fotografia - A Cores, Melhor Figurino - A Cores e Melhor Trilha Sonora.
Foi ainda indicado nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante (Tom Courtenay), Melhor Edição e Melhor Som.
Globo de Ouro 1966 (EUA)
Ganhou nas categorias de Melhor Filme - Drama, Melhor Diretor, Melhor Ator - Drama (Omar Sharif), Melhor Roteiro e Melhor Trilha Sonora.
Recebeu ainda uma indicação na categoria de Melhor Revelação Feminina (Geraldine Chaplin).
BAFTA 1967 (Reino Unido)
Recebeu três indicações, nas categorias de Melhor Filme, Melhor Ator Britânico (Ralph Richardson) e Melhor Atriz Britânica (Julie Christie).
Grammy 1967 (EUA)
Ganhou na categoria de Melhor Trilha Sonora Composta Para um Filme.
Festival de Cannes 1966 (França)
Indicado à
Palma de Ouro.
Prêmio David di Donatello 1967 (Itália)
Venceu na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

MAIS FOTOS AQUI::// http://www.imdb.com/title/tt0059113/mediaindex

FONTE AQUI

9 comentários:

  1. Uau, que história!!! Fiquei curiosíssima para assistir esse filme!!!
    Vó, parabéns pela participação na blogagem!!!
    Beijos, eu te amo

    ResponderExcluir
  2. Vovó,

    Não poderia ter escolhido filme melhor mesmo!

    Ezcelente, querida, sua participação!!


    fiquei preocupada com a sua saúde, qualquer coisa que a senhora precisar mande-me um email,
    ou mande-me um recado pelo blog mesmo...

    Se cuida direitinho, tá amada?!

    Amo muito a senhora!!

    ResponderExcluir
  3. Rô, este filme é muito lindooooooooo!!!!
    Ótima escolha!

    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  4. Vó,

    Estou passando para abraçar-lhe, pois hoje é um dia muito especial para mim!


    beijinhos,

    ResponderExcluir
  5. Olá, Vóvó! Cá estamos mais uma vez, agora a propósito do filme. De facto Dr. Jivago é um clássico. Lembro-me um pouco da sua história, pois passou várias vezes na TV, quando era mais pequenina.
    Boa escolha e uma boa postagem.

    Até outra blogagem!
    Bjs Susana

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida Ro!
    Passei para deixar um abraço, ando sumido eu sei, é a correria...
    Fica com Deus!

    ResponderExcluir
  7. Belíssimo post.Adoro Jivago,tanto o livro quanto o filme.E seu blog é excelente.Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Oi, RÔ!

    Ando afastada, né? Mas não esqueci de ti.

    Não estou participando desta blogagem, mas este seria, sem dúvida, o filme da minha vida. Maravilhoso! Já assisti 8 vezes.

    Tem um brinde pra ti lá em casa.

    Boa semana querida!
    Bjim.

    ResponderExcluir
  9. Este filme é lindo, lindo, lindo!! Perfeito! E a música tema? Tenho uma amiga que colocou o nome na filha inspirada no nome da música.

    Rô, estou na torcida pela sua saúde! Esteja em paz!! Beijus

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails