quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Blogagem coletiva "Outubro Rosa"


Durante todo o mês de Outubro, será comemorado em todo o mundo o Internacional da Saúde mamária, conhecido como "Outubro rosa" simbolizado pela cor.

Esta blogagem Coletiva é uma iniciativa do blog A vida como a vida quer e do blog Meu veneno.

A partir de hoje alguns monumentos públicos e edifícios privados receberão iluminação em rosa para divulgar o movimento Outubro Rosa:
Santander Cultural – Edifício Altino Arantes - São Paulo/ SP
Pinacoteca do Estado de São Paulo - São Paulo/ SP
Cristo Redentor - Rio de Janeiro/ RJ (dias 28 e 29 de outubro)
Teatro Ópera de Arame - Curitiba/ PR
Farol da Barra - Salvador/ BA
Memorial JK - Brasília/ DF
Monumentos Usina do Gasômetro / Supercuia - Porto Alegre/ RS
Algumas destas cidades (São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Salvador) terão também a divulgação no Rosamóvel, uma van que servirá como espaço itinerante para promover conteúdo informativo e tráfego para o
Portal Mulher Consciente. A abordagem do público em geral nas ruas, numa ação casada com a iluminação local, tem um quêzinho feminino que pode toca na vaidade: mulheres vestidas com acessórios em rosa serão fotografadas em um fundo cheio de frases.





Este é o Colar da Vitória na versão popular (uma versão em ouro foi leiloado em junho) é obra da designer de jóias Renata Chagas e o símbolo da campanha.
Um Colar rosa com bolinhas que lembram os nódulos que aparecem quando do câncer de mama.


E este selinho desenvolvido especialmente para a blogagem e para ser colocado em Destaque em seus blog.


Aqui está o código:

http://www.mulherconsciente.com.br/

Compartilhe

Participe você também que por aqui passa "divulgue as informações pensando que a cada ano 8 milhões de pessoas em todo planeta recebem diagnóstico de câncer de mama e que uma em cada três mulheres tem, tiveram ou terão algum tipo de câncer em sua vida e, destas, uma em cada dez desenvolverá câncer de mama. Suas informações e a divulgação das novidades sobre o tema podem significar o diagnóstico e o tratamento precoce de uma - ou mais - destas mulheres"


Assim diz a Embaixatriz da FEMAMA


Informação aqui

Glória Maria é a embaixatriz da Femama.
Data da Publicação: 10/6/2008

Uma das mais populares jornalistas e apresentadoras da televisão brasileira, a carioca Glória Maria, foi escolhida como embaixatriz da Femama (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama), da qual faz parte o portal Universo da Mama e o projeto Mulher Consciente.
Ela foi a primeira mulher a fazer cobertura de uma guerra na televisão brasileira – a Guerra das Malvinas -, além de ter entrevistado personalidades e celebridades mundiais. Mesmo com toda essa bagagem, Glória diz que seu apoio a projetos sociais como o da Femama é uma das poucas coisas que faltava fazer na sua vida.
A jornalista, que está em período sabático este ano, se diz entusiasmada pela causa.

“Para mim, é uma grande honra exercer esse papel e ajudar a conscientizar as mulheres de que existe o risco do câncer de mama e que devemos ficar atentas, não só para a detecção precoce, mas para a sua cura também. A gente tem de saber que existem soluções, métodos de diagnósticos e medicamentos, muitos recursos que antes não tinhamos”, ressalta.
Glória reconhece que ela mesma é uma mulher consciente e incentiva a todas que exercitem esse lado.

“Mulher consciente é aquela que sabe o que ela é, quem ela é, os riscos que corre e as possibildiades que ela tem”, define. Para ela, uma das coisas que faz de uma mulher consciente é lidar com as questões de sua saúde.

“Minha saúde é uma coisa fundamental. Não tenho problemas quanto a envelhecer ou morrer, para mim o básico é ter qualidade de vida, viver bem.
Por isso, vou ao médico, faço exames, alimento-me bem, não fumo, nem bebo, pois para ter uma saúde legal, temos de ter umavida legal”, destaca a jornalista.

Glória vai além e diz que, além de cuidar da saúde, a mulher consciente também deve estar em sintonia com o mundo.

“Temos de ter o olhar atento para o mundo, para aqueles que precisam. É viver neste mundo, sem se isolar dele”, finaliza a jornalista.
/././././././././././././././/./././././././././././.



Um pouco de informação::-

O que é o câncer de mama

O câncer de mama é o tipo de tumor mais comum nas mulheres (com exceção dos tumores de pele) e a segunda causa de morte por câncer em mulheres, vindo após o câncer de pulmão.
Os homens também podem desenvolver cancer de mama, porém é raro, constituindo menos de 1% dos casos de câncer de mama.
Se diagnosticado em fases iniciais, o câncer de mama tem ótimas chances de cura, com uma sobrevida de 5 anos de 97%. Mesmo quando o diagnóstico não é tão precoce, novas terapia tem possibilitado muitas mulheres viver com a doença e apresentar ema boa qualidade de vida.
O seio ou mama é composto principalmente de tecido gorduroso. Dentro da gordura existe uma rede de lobos, os quais são compostos por muitos pequenos lóbulos que contém glândulas produtoras de leite. Pequenos ductos ligam as glândulas, lóbulos e lobos e levam o leite para o mamilo localizado no centro da aréola. Vasos sanguíneos e linfáticos percorrem toda a mama para nutrir as células e drenar seus resíduos.
Perto de 90% de todos os tumores de mama ocorrem nos ductos ou lobos, com quase 75% deles, se iniciando na camada de células dos ductos lactíferos. Estes tumores são denominados carcinoma ductal. Tumores que aparecem nos lobos são chamados de carcinoma lobular e são mais propensos a aparecer nas duas mamas.
Se a doença se espalha do local de origem, é chamado de carcinoma ductal ou lobular invasivo ou infiltrativo. Se a doença não se espalhou ela é chamada de carcinoma (ductal ou lobular) in situ. A evolução da doença in situ, assim como seu tratamento varia dependendo do local de origem.
Atualmente os oncologistas recomendam que o carcinoma ductal in situ, seja cirurgicamente removida para prevenir a progressão para doença invasiva. Outros tumores de mama menos comuns incluem tumores medulares (responsáveis por 5% dos tumores de mama), mucinosos, tubulares, papilares ou inflamatórios. A doença de Paget é um tipo de câncer que se inicia no mamilo
Os tumores de mama crescem em velocidades diferentes, mas alguns oncologistas estimam que o tumor dobra de tamanho a cada 100 dias. Como o câncer se inicia de uma célula anormal, com esta velocidade de crescimento ela não se torna palpável durante vários anos.
A mamografia pode achar tumores que não são palpáveis, mas mesmo assim, os tumores provavelmente estavam em crescimento muitos anos antes de estarem visíveis à mamografia.
...Incidência...
No Estados Unidos o Cancer de mama é a segunda causa de morte entre as mulheres. Em 2003, estima-se que mais de 210 mil mulheres terão o diagnóstico de câncer de mama e perto de 40 mil mulheres morrerão da doença.
Entre os homens, estima-se que 1.300 serão diagnosticados com cancer de mama. No nosso país o câncer de mama é câncer que mais causa mortes entre as mulheres. Mais de 8 mil mortes por este câncer foram registrados em 1999.
Estima-se que neste ano, mais de 35 mil casos novos sejam diagnosticados. Somente no estado de São Paulo, por ano, estima-se a ocorrência de 11 mil casos novos.

Fatores de risco

Muitas mulheres que acabam desenvolvendo o cancer de mama não apresenta fatores de risco, porém os estudos científicos mostraram que existem alguns fatores que aumentam a chance de aparecimento da doença: Idade. O risco aumenta conforme a mulher envelhece.
A maioria dos tumores de mama aparecem em mulheres acima de 50 anos. História pessoal ou familiar de câncer de mama. Mulheres que já tiverem cancer de mama têm mais chances de desenvolver câncer no outro seio também. E Mulheres que tenham parentes de primeiro grau (mãe, irmã ou filha) diagnosticadas com câncer de mama têm o risco aumentado. Este risco se eleva ainda mais se tiver mais de um parente com cancer de mama. Longa história menstrual. Mulheres que iniciaram a menstruação antes dos 12 anos ou tiveram menopausa após os 55 possuem maior risco. Não ter engravidado ou ter engravidado tardiamente. Mulheres que engravidaram pela primeira vez após os 35 anos ou que não tiveram nenhuma gestação possuem maior risco. Acredita-se que a gestação obriga as glândulas mamárias a se maturarem, ao se prepararem para produzir leite.
Obesidade
A gordura secreta hormônio feminino, aumentando o risco de aparecimento de câncer de mama. Mutações genéticas. Algumas mutações genéticas (BRCA1 ou BRCA2) estão associadas com um risco aumentado para câncer de mama. Testes para identificar estas mutações já existem mais não são recomendadas de rotina, somente sendo usadas em casos apropriados. Doença benigna da mama. A hiperplasia atípica, uma condição anormal, mas não cancerosa é um fator de risco. Uso de hormônios exógenos (anticoncepcionais e reposição hormonal).
Estudos recentes mostraram que estes hormônios podem estar associados com um aumento de risco significativo para o câncer de mama.

Prevenção

Ainda não existem maneiras de prevenir o câncer de mama. Mas o que faz muita diferença na sobrevivência contra a doença é a detecção precoce, através do auto-exame, exame clínico e mamografia.

Sinais de alerta

Muitos tumores de mama não dão qualquer sintoma. É importante a mulher estar familiarizada com a aparência, sensações, formas e texturas de suas próprias mamas para detectar qualquer alteração. A mulher deve procurar por alterações da coloração, superfície ou textura na pele da mama, ou do mamilo; descarga (saída de secreção) através do mamilo e aparecimento de nódulos novos. Se tiver dor persistente, apresar de não ser um sintoma relacionada ao câncer, ela deve procurar o médico.

Diagnóstico precoce

Existe a recomendação para a população normal de que após os 20 anos a mulher deve fazer o auto-exame de mama todo mês e ser examinada pelo médico pelo menos a cada 3 anos. Após os 40, ela deve ser examinada pelo médico anualmente, continuar com o auto-exame mensal e fazer uma mamografia por ano. O ultra-som de mama pode ser pedido pelo médico para ajudar a avaliar qualquer nodulação anormal. As recomendações mudam se houver fatores de risco associados. Após a avaliação médica, se há a suspeita de câncer, será pedida a biópsia, que é a retirada de uma amostra de tecido da área suspeita para exame microscópico.

Existem vários tipos de biópsias:

Biópsia por agulha fina ou por aspiração, que usa uma agulha fina. Biópsia por agulha fina estereotáxica, que combina radio-x e avaliação do computador para localizar com precisão a área a ser biopsiada. Biópsia cirúrgica, que tira maiores quantidades de tecido e pode se retirar parte do nódulo (biópsia incisional) ou todo o nódulo (biópsia excisional). A avaliação microscópica do material (anatomopatológico) é que confirma se é câncer ou não. Estadiamento:
Para o estadiamento podem ser pedidos os exames como: Raio-X de tórax Cintilo grafia óssea Tomografia de tórax e abdômen Receptor de estrógeno e progesterona no tecido tumoral (retirado na biópsia), para avaliar possibilidade de hormonioterapia. Avaliação de HER-2 no tecido retirado, que ajuda a decidir por diferentes tratamentos.
Estágio da doença
CONTINUA ->

Fonte informação aqui

Obrigada pela participação e pela iniciativa de todo(as)
Rosane!




O RECEITINHAS E DICAS DA VOVÓ RÔ TAMBÉM ESTÁ NESSA CONFIRAM

4 comentários:

  1. Sim, concedei- nos SENHOR!
    Sabe minha querida irmã, nesta noite me entusiasmei e screvi quase um romance....
    depois deu umKilt, na maquina e lá foi se emobra toda a historia,creio que foi melhor assim, mas a realidade ás vezes doe mas nao dura para sempre, então resolvi escrever em forma de prosa mesmo, e foi tambem um desabafo , faxina da alma, tem coisas quequanto mais agente fala, melhor agente se torna, a nossa Mae Peregrina está aqui me visitando há muitos dias, que bom!
    sua psquisa estáótima, muito bom senso e dedicação , que mundo ideal se todaspudessemoster nossas mamas preservadas!
    MAS DEPENDE APENAS DE NÓS!
    beijos no coração!
    sua irmã

    ResponderExcluir
  2. Vovó, que post generoso!
    Acho que essa blogagem coletiva vale realmente à pena. E quanta informão útil pra aqui! Brigada!!!

    Beijinhos, pra senhora!
    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  3. Rô, esta blogagem coletiva é muito importante mesmo. Só sinto pelo fato de não terem divulgado mais. Se soubesse antes, teria participado. Mas que bom que você está divulgando, pois quanto mais informações melhor!

    Beijos! :-)

    ResponderExcluir
  4. Hoje lancei novamente a campanha e deixo aqui um convite para vcs conhecerem, divulgarem e, quem topar, participar.
    Blogagem coletiva Outubro Rosa faz 3 anos =) http://www.samshiraishi.com/outubro-rosa-2010/

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails