quinta-feira, 24 de julho de 2008

- A prenda a olhar -



"Feliz aquele que transfere o que sabe, e aprende o que ensina."Cora Coralina"

APRENDA A OLHAR...

Aprendendo a olhar!!!!!Imagine-se andando por uma calçada com os braços carregados de pacotes e alguém colide brutalmente com você, fazendo-o cair e esparramando seus mantimentos. Quando você se levanta do meio de ovos quebrados, suco espalhado pelo chão, está pronto para gritar: “Idiota! O que há de errado com você? Está cego?”

Mas, bem antes que tome fôlego para falar, você percebe que a pessoa que colidiu com você é realmente cega. Ela também está estirada no meio dos mantimentos espalhados e não consegue se levantar, pois sua bengala está jogada no chão.

A raiva pelo tombo passa na mesma hora. Imediatamente seu coração é tomado por uma compaixão e pela demonstração de simpatia e caridade. Você logo se oferece para ajudar a pessoa a se levantar. Com certeza, pede desculpas e se preocupa em saber se a pessoa se machucou, se precisa de cuidados.

Esse é um lindo retrato de nossa vida. Quando percebemos claramente que a fonte da desarmonia e da miséria no mundo é a ignorância a respeito da dor e do problema do outro, podemos abrir a porta do coração e permitir que a graça de Deus aconteça em nós e através de nós.

Uma das maiores causas – se não a maior – de nosso sofrimento é a maneira como enxergamos a vida e tudo aquilo que nos acontece. Na verdade, não são os acontecimentos que nos fazem sofrer. Sofremos pela maneira como olhamos para os acontecimentos. Todo ponto de vista é a vista a partir de um ponto. Quando privilegiamos um ponto negativo, passamos a enxergar tudo com as lentes da negatividade. O pior não está nem tanto no olhar negativo, mas na concentração estragada, encardida do olhar.

Precisamos aprender a olhar a vida pela ótica de Deus. Para isso, necessitamos de alguns exercícios contínuos de aprendizado do olhar: - Olhar a vida como dom e presente a ser cultivado; como graça que precisa ser acolhida com responsabilidade e gratidão.
- Olhar a morte com a serenidade de quem sabe porque vive. Aliás, só tem dificuldade de olhar a morte quem não aprendeu a saborear a vida. Jesus ensinou, em Bethânia: “Se creres, verás a glória de Deus” (João 11,40).

- Olhar para si mesmo com paciência e generosidade. Às vezes é mais fácil ser generoso com os outros do que com a gente mesmo. Tem muita coisa que gostaríamos de mudar em nós que só depende de nós, mas que ainda não conseguimos. Paciência e perseverança.
- Olhar para os outros sem as armas que costumamos trazer escondidas no coração, pelo preconceito, pela inveja, pelo medo, pelo ciúme. Olhar para os outros como convite para a nossa própria melhora.

Olhar para as coisas dando-lhes o devido lugar. Nada nem ninguém que esteja fora do coração humano é capaz de preenchê-lo. As coisas são instrumentais que nos ajudam, mas não podem ser absolutizadas.

- Olhar com caridade para aqueles que nos machucam – caridade suficiente para compreendermos que, como nós, são pessoas limitadas, fracas, falhas, sujeitas aos dissabores da vida.

- Olhar com gratidão para as pessoas que nos amam, procurando corresponder a elas. Saber-se amado é gota fundamental de cura, em qualquer tempo, para qualquer idade.

- Olhar com humor: o humor é fundamental para o equilíbrio humano. Ele nos dá a graça de tomarmos distancia de nós mesmos e dos acontecimentos. Ele nos permite colocar todas as coisas em perspectiva e tirar o tom dramático dos acontecimentos.

O humor ajuda a ver a vida com olhos novos, com novos pontos de vista. O humor realça as incertezas de nossa vida, mostrando-nos que ela não é previsível. Viver é acolher cada dia, como novo – completa e absolutamente novo.O humor nos ajuda a perceber que as coisas são relativas.

Quem é muito sério acaba se achando muito importante e por isso não gosta do humor, que poe em risco a máscara, a couraça, a casca que reveste o balão do orgulho prepotente. O humor ajuda a desinchar o balão, pois quebra a casca.

** “Aprenda a Olhar” (Pe. Léo, SCJ)Do livro “Gotas de Cura Interior”* Padre do Sagrado Coração de Jesus, fundador da Comunidade Bethânia que tem como carisma o trabalho de recuperação de dependentes químicos.

Presente Zé Carlos Manzano::- A Casda do Zé Carlos


Eta que vovó curiosa... descobri através de um email frutas e legumes que se parecem com parte e orgãos do córpo humano, tá curioso então clica aqui...

5 comentários:

  1. Olá querida, que texto mais verdadeiro e lindo. Eu concordo em tudo. Os olhos sempre nos dão uma impressão muito imediata das coisas. É preciso ter cuidado, pois tanto a beleza como a fealdade, a bondade ou maldade, o orgulho ou humildade está mais nos olhos de quem observa do que no observado. Isso é lição pra vida toda. Grande abraço e que Deus continue te abençoãndo.

    ResponderExcluir
  2. Oi Rô!
    Muitas saudades, mas tenho trabalhado tanto amiga... que não tenho tempo para nada.
    Liiiinnnndo o texto e seu visual novo é mais liiiiinnnnnndooooooo ainda!
    Amei!
    Trouxe uma paz!
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  3. O nosso olhar diz tuudo mesmo. Ele conta os nossos medos, nossas verdades, nossos anceios... Ah... o olhar... nem dá pra esconder nada, né?!
    Dizem até que os olhos são os espelhos d'alma!!!
    BEijão vovó!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Rô,

    depois de uns dias de ausência passo por aqui pra dizer que também senti saudades e que já estou de volta!
    Importante essa reflexão, devemos estar atentos para a forma como olhamos os acontecimentos, realmente temos que estar constantemente aprendendo a olhar!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Tudo bem Rô? Nem precisa dizer que tudo aqui é lindo. Gostei dos passarinhos. Tenha um ótimo final de semana e que Deus abençoe toda a sua família. Um abraço!

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails