sábado, 21 de junho de 2008

A sede de Deus vivo



"Senhor, Tu és o meu Deus, há muito que te procuro com grande ansiedade. Como a terra seca do sertão à espera da chuva, todo o meu ser anseia por Ti, Senhor". (SL62,2)


Certo dia, um discípulo foi ter com o mestre e lhe disse:
-Mestre, quero encontrar Deus!
O Mestre olhou o jovem discípulo, limitou-se a sorrir, sem nada dizer.
O discípulo vinha diariamente procurar o Mestre, e repetia-lhe sempre as mesmas palavras. Dizia que estava em busca de Deus e queria dedicar-se à religião.
O Mestre, porém, não lhe dava atenção. Sabia o que convinha fazer.
Num dia em que o calor era muito intenso, o Mestre pediu ao discípulo que o acompanhasse meio à corrente, o Mestre, subtamente, agarrou o discípulo pela cabeça, afundou-a na água e o segurou lá embaixo, enquanto o pobre coitado procurava, desesperadamente, libertar-se e respirar.
Quando o discípulo estava a ponto de morrer afogado, o Mestre então, largou-o e perguntou-lhe:
- O que é que você mais desejava quando eu segura sua cabeça debaixo d'água?
- De ar, respondeu o discípulo.
O Mestre continuou:
- Será que neste instante você tem tanto desejo de Deus quento tinha de ar debaixo d'água? E se o desejar tanto assim, encontrá-Lo-á no mesmo instante. Se, porém, você não tem tal desejo e tal sede de encontrar a Deus, é melhor que lute com toda sua inteligência, com todo seu coração, com seus lábios; do contrário, não O encontrará. Sem está sede de Deus, você faria melhor continuar ateu. Porque um ateu pode, muitas vezes, ser sincero ao passo que você não é".
O ser humano é um ser insaciável, insatisfeito...vive eternamente buscando, sem saber o quê.
Em contato com este "poço infinito"(seu interior) sente a necessidade de preenchê-lo a qualquer preço; na maioria das vezes preenche-o com "coisas", ruídos, problemas, busxa de poder, posses, etc...e sente-se frustado, porque nada lhe satisfaz.
Na realidade, o único que pode saciá-lo é o encontro consigo mesmo e com Deus, no seu interior. É na dimensão mais profunda, no seu "coração" que o ser humano é divino. Por isso, é lá e somente lá que a pessoa encontra a si mesma, a sua identidade pessoal.
Só o Senhor e Criador, de quem recebe gratuitamente o sopro da vida, pode preencher seu interior completo.
Portanto, o caminho da Vida é para dentro.
Feliz quem encontra o caminho do coração.
É no coração que está a Fonte, a Origem e o Mistério do ser humano.
Senhor eu creio que sois o filho de Deus encarnado, aquele por quem e para quem foi feito tudo quanto existe. Creio que dependo totalmente de vós para tudo, e aceito essa dependência. Só unido a vós, como ramo à videira, posso realizar-me como criatura vossa; só movido por vós é que posso fazer o bem, amar e conhecer a verdade. Entrego-me ao poder de vosso amor.

Senhor que eu tenha fome e sede de Ti.




Tem receitinhas de festa juninas lá no Receitinhas e dicas da vovó Rô, tem bolo de fubá, canjica e doce de leite aos pedaços, e Viva são Pedro e São João....



3 comentários:

  1. É Rô,

    vivemos correndo atrás do "vento" pra tentar preencher os nossos "vazios" existenciais, mas estes só serão preenchidos quando permitirmos Deus ocupar o lugar que é Dele em nossas vidas!!!
    Abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
  2. "É no coração que está a Fonte, a Origem e o Mistério do ser humano"

    Como sempre, este teu blog enche meu coração de paz!

    Te amo também, mãezinha! Que você tenha um excelente final de semana junto aos seus!

    Beijão

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelo post...estou levando comigo esse versiculo, :)

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails