segunda-feira, 9 de junho de 2008

Mulher de quarenta - Agradecimentos Selinos -


Recados e Imagens - Mulheres - Orkut
Houve um tempo em que a mulher interessante era a de 30 anos. Naquele instante especial, logo antes - para aquela época - de começar a derrocada.
A mulher de quarenta emergiu há poucas décadas por todo o mundo ocidental.
Criados os filhos, consolidado - ou acabado - o casamento, permitiam-se vôos mais altos, ou revoadas fora do ninho doméstico. Surgiram assim artistas plásticas, escritoras, amantes...Ou apenas mulheres que se descobriam capazes de pensar, trabalhar, viajar. Questionar-se, questionar vida e valores. Algumas num tom lamurioso, outras num tom ressentido, outras ainda alegres ao abrir janelas de possibilidades. Muitas ainda, não mudando grandes coisa., a mesma casa, o mesmo companheiro, os mesmos filhos, as mesmas amigas.
Mas, dentro de si, um novo olhar sobre tudo isso e o mundo lá fora. Às vezes até um olhar mais amoroso. amor com mais alegria: o que existe melhor que isso?
A mulher de quarenta apenas começa a viver.
Apenas começa a acumular alguma bagagem de vida; é mais capaz de autoconhecimento, de contemplação das coisas e, simultaneamente, de mais abertura para fora. Olhar o outro sem a toda hora testar: estou linda, estou desejável, estou dentro dos padrões, sou gostosa, pareço inteligente?
Abrir as asas exige, para ser bom, certa serenidade, um vago equilíbrio, ou cedo as asas vão se derreter ao sol, e a gente despenca, quebrando a cara como não imaginava. Exige certa esperteza boa. A mulher de quarenta, a que se preza, é uma bruxa divertida, que voa na sua vassoura tubirnada, feliz com a visão que tem quando, lá no alto, gira sobre os telhados e sobre as cabeças.
Nesse vôo que ninguém mais enxerga, em bando, essas belas feiticeiras convocam as de 50, de 60 e de 70 para a viagem da vida que é muito mais do que o habitual e convencional circo de obrigações: ter de ser atenciosa, devotada, gentil, ardente, inteligente(não demais, porque assusta os homens...), boa mãe, boa parceira e profissional, mas não esquecendo o seu lugar. É a viagem, que pode ser só interior, do permitir-se a realização, a alegria - a tristeza também, porque ninguém é de ferro. Descobertas e decepções, compromissos, sim, mas sem ressentimento; parceria sem humilhação; gostar de si e cuidar de si com bem mais do que seringas e bisturis; com vida, vida generosamente vivida, ardentemente vivida, delicadamente contemplada, generosamente partilhada - ainda que às vezes com tanto medo.


"Com filhos ou sem eles, com parceiros ou sozinhas, e com essas outras bruxas em suas vassouras de magia e liberdade, as mulheres de 40 ganham espaço, ganham o mundo, ganham a si mesmas. E chamam umas às outras: VEJA, VEJA, quanta coisa nos desafia e nos conforta, nos expande e nos ensina, às vezes nos assusta, mas nos torna mais inteiras, aqui do alto, aqui deste vôo, aqui deste prisma, aqui deste momento só nosso".


Por Lya Luft




AGRADECIMENTOS




Quando abri meu blog no sábado pela manhã, só para dar aquela olhdinha básica, me emocionei com o recadinho da filha do coração, a Du do Norte. Essa filha que vive a me fazer carinhos e surpresas...recebi da Duzinha, a Caneca do Amigão, pelo post "Cupido e psiquê" , vale a pena ler de novo, aos que amam e vivem o amor intensa e plenamente como eu. mesmo que possa parecer utopia minha ou para alguns, amar é seiva total para avida, não só o amor de um homem para com uma mulher, mas amar em tudo e por tudo, sempre o amor...E por todo esse amor a Caneca do Amigão do vai para o blog que também é essência de amor ao próximo, pela matéria que fez no dia da Blogagem Coletiva sobre o meio Ambiente, o Blog Gente sem Saúde, confiram e por favor, depois de lerem na integra, adotem essa idéia colando o Selinho da Caneca do Blog Gente Sem Saúde em seus Blogs, pelo menos vamos demonstrar que ainda amamos nosso maravilhoso planeta...PORQUE ESTE POST É SHOW DE BOLA!


Quero agradecer também a Carol do Blog Oficina Esperita com todos os selinhos que ela me ofereceu, que vou guardá-los bem aqui dentro meu coração e como ela oferecer a todos que estão na minha lista de parceiros bem ai ao lado , beijos Carolzinha te amo de paixão, seu blog é uma verdadeira o Oficina de ensinamentos...



















Confiram::-no Receitinhas e Dicas da vovó Rô "A importância das Sopas", com receitinhas também...

3 comentários:

  1. Boa tarde!Querida Rô,

    Mais uma vez você conseguiu me surpreender com essa bela homenagem! E ainda por cima, encontrar uma das minhas escritoras prediletas no contexto!
    Espero continuar sendo merecedora de tamanho carinho!
    Também agradeço o empenho em divulgar a proposta da caneca, isso é muito importante, já que seu Blog e tão bem visitado!!
    Vou colocar a caneca do "Post show de Bola" num cantinho muito especial!!!!
    Mais uma vez: Muito obrigada pelo carinho!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Oi Rô!
    Adoro Lia Luft e esse texto me deixou pensativa: estou quase chegando lá...
    Vou te repassar um meme.
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
  3. Lia Luft é demais. E este texto é tudo de bom, principalmente para quem até já passou dos quarenta e se descobriu com muito mais possibilidades do que quando era jovenzinha.
    Parabéns!
    Angel

    ResponderExcluir

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária
Para aceitar as coisas que não podemos modificar,
Coragem para modificar aquelas que podemos,
E sabedoria para distinguir umas das outras".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails